• Postado por Tiago
Paraibano Jano Belo e o catarinense Jean da Silva, que vão disputar a próxima bateria do Maresia Surf International, adiada para as 7:30 horas desta sexta-feira na praia Mole.Foto: Daniel Smorigo

Paraibano Jano Belo e o catarinense Jean da Silva, que vão disputar a próxima bateria do Maresia Surf International, adiada para as 7h30 desta sexta-feira. Foto: Daniel Smorigo

A praia Mole de Florianópolis há cinco anos não sediava uma etapa do Circuito Mundial, mas uma coisa não mudou: a entrada do temido vento sul na semana do campeonato.  O fato se repetiu no Maresia Surf International, que teve que ser adiado nesta quinta-feira por causa deste fenômeno natural, que é até bem mais comum durante o inverno na Ilha de Santa Catarina.  Nos dois primeiros dias foram realizadas as 24 baterias da primeira fase e mais 14 da segunda, com a 15ª já sendo anunciada para começar às 7h30 da sexta-feira na praia Mole.

“Achei a decisão correta porque o mar está muito pequeno, o vento sul prejudica a formação das ondas e tem a previsão das condições estarem melhores amanhã”, opinou Jean da Silva.  “É um evento importante, seis estrelas de 2.500 pontos, então foi melhor mesmo esperar”, lascou o catarinense.

fonte: João Carvalho

  •  

Deixe uma Resposta