• Postado por Tiago
Miguel Pupo, que registrou os primeiros recordes do Maresia Surf International. Foto: Daniel Smorigo (ASP SOUTH AMERICA)

Miguel Pupo, que registrou os primeiros recordes do Maresia Surf International. Foto: Daniel Smorigo (ASP SOUTH AMERICA)

Os surfistas aprovaram a mudança do Maresia Surf International de Itajaí pra Floripa e a praia Mole não decepcionou no primeiro dia.  Apesar de pequenas, as ondas de até um metro de altura apresentaram boa formação para o início da 18ª etapa do Circuito Mundial WQS nesta terça-feira.  O paraibano Jano Belo começou a defender o título com vitória, mas as melhores estreias foram as do jovem paulista Miguel Pupo e do catarinense Diego Rosa, que estabeleceram os primeiros recordes do campeonato, nota 8,67 e 15,50 pontos de 20 possíveis.  Um total de 144 atletas de 17 países veio disputar a premiação de 145.000 dólares e os 2.500 pontos no ranking de acesso para o ASP World Tour em Santa Catarina. Os primeiros estrangeiros a triunfarem foram o australiano Luke Munro e o francês Romain Cloitre.

RECORDE DE VITÓRIAS – Outro destaque do primeiro dia foi a participação do paranaense Peterson Rosa, que por mais de 15 anos representou o Brasil no ASP Tour. Ele é o único tricampeão brasileiro da história, além de ser o recordista com oito vitórias em etapas do WQS no Brasil.  Peterson passou atrás do carioca Jorge Spanner numa bateria 100% verde-amarela.

joao@aspsouthamerica.com.br

  •  

Deixe uma Resposta