• Postado por Tiago

Os milicos peixeiros meteram o par de algemas em João Eduardo Veiga, 42 anos, sexta-feira à noite. O espertalhão criou coragem e resolveu ameaçar a mulher, J.A., 25 anos. A confusão rolou na rua Acyr Cunha, no São João, em Itajaí. Apesar de não meter o facão na mulher, o espertalhão enfiou a mão na cara da coitada.

A PM baixou na casa do casal depois que o irmão de J.A. resolveu bater um fio pra polícia, dizendo que João tinha virado bicho e resolvido espancar a mulher, por volta das 20h30 de sexta-feira. O cunhado de João tinha saído de Videira, no meio Oeste do estado, para passar as festas de final do ano na casa da irmã.

Depois do festerê, com os ânimos alterados pela manguaça, João começou a chamar a companheira para dar um chego ao quarto. Como o maridão tava pra lá de Bagdá, J.A. começou a se fazer de rogada, para evitar confusão e armar um barraco na frente dos parentes que tinha recebido.

Foi o que bastou pra João partir para ignorância, a ameaçando de morte com um facão. Ao ver que a coisa tinha ficado feia, o irmão da vítima tomou as dores da mana e meteu a mão nas fuças do cunhado, que pelo jeito era valente só com a mulher. Com o sujeito nocauteado, bem no estilo Maguila, o irmão de J.A. ligou pra polícia.

Quando os meganhas chegaram ao local, acharam o machão caído no chão com o rosto sangrando. João foi levado para 1ª depê, onde ficou guardado esperando uma vaga no presídio.

  •  

Deixe uma Resposta