• Postado por Tiago

O Dunga está certo

Meu Brasil brasileiro vai a campo neste domingo para calar a boca dos críticos, ou seja, para jogar um futebol de primeira e derrotar a Itália com pompa e circunstância. Dunga vai provar ao mundo a certeza de suas convicções: o titular da lateral-esquerda tem que ser o Kleber, Gilberto Silva é um dos melhores volantes do planeta bola, Felipe Melo foi a descoberta do século, Elano está no time porque é bom pra chuchu (aquele troço insosso), o ataque titular deve ser este que está aí e que Kaká se escreve com dois kas e acento para evitar eventuais confusões com palavras que têm outro significado. Então vamos ao jogo.

Quem sai, quem fica

Antes não esqueçam que haverá a demissão de um treinador neste sábado, na Ressacada, depois do jogo entre Avaí e Fluminense. Façam suas apostas. Silas ou Parreira?

A Itália que se cuide

Apesar da instabilidade da seleção brasileira, os italianos podem neste domingo chorar a eliminação da Azurra da Copa das Confederações. O Brasil tem seis pontos contra três do Egito e três da Itália. Os egípcios enfrentarão o fraco time dos Estados Unidos, enquanto a Itália terá que se ver conosco. Uma foto muito engraçada, de um jogador italiano perdendo o calção durante a partida contra o Egito, publicada pela Gazeta Dello Sport, dá bem a medida da situação difícil vivida pelos gringos.

Que fase

E o São Paulo, hein? Eliminado do campeonato Paulista, da Libertadores e capengando no Brasileiro. Imaginem o humor do Muricy Ramalho e daquele baixinho que diz que é médico, mas não larga os microfones. Outro com a corda no pescoço e trepado no banquinho é Vanderlei Luxemburgo.

Samba e tango

É o que vai dar na final da Libertadores. O uruguaio Nacional fará uma semifinal contra o Estudiantes argentino. Na outra veremos Grêmio e Cruzeiro. Não tenho palpite para o finalista brasileiro, mas acredito no Estudiantes.

Na estante

Porque não desisto – futebol, dinheiro e política. É mais um livro do jornalista Juca Kfouri, que será lançado terça-feira na livraria Cultura, em São Paulo. O prefácio é de Tostão e Juca analisa os temas atuais do esporte brasileiro, incluindo a realização no Brasil da Copa de 2014. E adianta uma indagação: por que tanto interesse para trazer para cá os Jogos Olímpicos?

A vaca a caminho do brejo…

Ou o choro do perdedor, como Lula cretinamente se manifestou sobre os protestos contra a suspeita reeleição no Irã do presidente. Aquele maluco, como é mesmo o nome dele? Não importa, todo mundo sabe de quem estou falando. Pois parece que o Tite resolveu imitar nosso presidente. Sua entrevista lamurienta após a derrota para o Corinthians foi lamentável. Um time cheio de jogadores experientes como tem o Internacional não pode tomar os gols que tomou. No primeiro, a bola cruzou a área cheia de jogadores colorados até cair no pé do pequeno Jorge Henrique. No segundo, o zagueiro Índio ficou sozinho com Ronaldo que, mesmo com aquele peso todo, ganhou na corrida do defensor e ainda deu um drible de quebrar cadeira antes de chutar pra rede. Claro que o árbitro paranense Hebert Roberto Lopes não é flor que se cheire em matéria de qualidade. E no mais é tão pusilânime quanto a maioria dos que apitam por aí. “In dubio” pró time da casa. Mas, por favor, o Tite precisa escalar e orientar melhor seu time, além de pensar bem antes de colocar em campo com a camisa do Inter um atacante como o Leandrão. Quem tem na mão um time como tem o Tite e não consegue fazê-lo jogar, é o fim. Aí quando os dirigentes do clube se derem conta do treinador que contrataram para o ano do centenário a vaca estará no brejo, com a corda e o balde. Campeonato regional é diferente do Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores, etc, etc… São conclusões de um torcedor irritado e desconfiado, por acaso eu.

O vice do vice

O piloto com maior número de segundos lugares na Fórmula 1 é o italiano Ricardo Patrese. De acordo com as estatísticas, adivinhem que é o segundo colocado: ele mesmo, Rubens Barrichello. Esta maldade me foi passada, claro, por um ex- torcedor do alemão Schumacher e hoje fã de carteirinha do inglês Jenson Button.

  •  

Deixe uma Resposta