• Postado por Tiago

Ligações perigosas

Mais de 300 empresas, entidades e pessoas físicas do Rio, que fizeram doações supostamente irregulares para políticos nas eleições de 2006, terão de se explicar à justiça eleitoral. A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) já ajuizou 302 ações e está preparando outras 200 para punir os infratores. Adivinhem que está entre os doadores sob suspeita? A Confederação Brasileira de Futebol, ela mesma, a CBF do Rei Ricardo, cuja generosidade superou o permitido, máximo de R$ 100 mil. Na lista dos beneficiados pela CBF está Roseana Sarney, a filha do Zé, bem acompanhada por outros políticos e dirigentes esportivos amigos da casa.

A velha novidade

Vanderlei Luxemburgo está de volta ao Santos pela quarta vez, depois de ter sido muito criticado no próprio clube por dirigentes que não gostam dos seus métodos e do seu egocentrismo. Renato Gaúcho voltou ao Fluminense pela quinta vez por exigência de um dos mandões da Unimed, a patrocinadora, muy amiga do técnico. As verdades no futebol duram bem pouco. O acusado de mau profissionalismo ontem, hoje é contratado a peso de ouro e elogiado pelas mesmas bocas que o criticaram.

O discurso e a prática

Jorginho ganhava no Palmeiras 50 vezes menos que Vanderlei Luxemburgo. Ajudou o time a chegar à liderança do Brasileiro ao lado do Atlético/MG, e como recompensa ganhou um pé-na-bunda, substituído por Muricy Ramalho. O economista Luiz Gonzaga Beluzzo, presidente do clube, dias antes dissera que é preciso ordenar as finanças dos clubes brasileiros, começando por não pagar salários absurdos, fora da nossa realidade. Muricy não vai ganhar tanto quanto Luxemburgo, mas certamente terá um salário muito maior que o bem sucedido e interino Jorginho.

Fechem as janelas

Com a volta de Jeovânio, um bom volante, e os reforços trazidos semana passada, dá para começar a acreditar na recuperação do Figueirense e numa boa campanha na série B. Quem sabe até na volta à série A. Se a tal janela não abrir no Orlando Scarpelli para a fuga de um jogador importante, um novo time pode recuperar a confiança do torcedor e a vaga na primeira divisão perdida em 2008.

O craque que vendia livros

No lançamento esta semana do livro de 295 páginas sobre sua vida, Romário encontrou nas piadas uma boa saída para enfrentar questionamentos incômodos. Em uma das respostas disse torcer para que sua biografia se transforme em best seller. Só assim conseguirá pagar em dia as pensões devidas aos filhos Moniquinha e Romarinho. Usou de bom humor também para falar sobre a suspeita de que estaria quebrado e com uma dívida de R$ 7 milhões. Brincou com os repórteres perguntando: “só isso?”

O fim da história

Carlos Renaux, Paysandu (Brusque), Ferroviário, Hercílio Luz, (Tubarão) Palmeiras, Olímpico (Blumenau), Internacional (Lages), Paula Ramos (Florianópolis), Guarani (São Miguel) e outros tantos já tiveram futebol profissional e hoje existem apenas como clubes sociais, a maioria nem isso. Fecharam as portas. Em Itajaí, o Barroso resistiu com suas atividades sociais e esportivas, mas a cidade hoje corre sério risco de perder seu único time de futebol profissional. Rebaixado para a quarta divisão do campeonato brasileiro, terá o Marinheiro forças para voltar ao convívio dos principais clubes do estado, honrando sua história e tradição? A realidade atual indica o caminho tomado pela longa lista acima.

Senador Luxemburgo

O Santos pode ser o último clube de Vanderlei Luxemburgo como treinador, pois o homem cismou de entrar na política. E quer logo começar por cima, lá onde estão José Sarney e os outros. Se for tão esperto na política quanto no futebol, vai para o lugar certo.

Rapa do tacho

O futebol europeu já fechou o primeiro pacote com Cristian, André Santos e Ramirez. Nada de cifras astronômicas, tudo baratinho, na promoção. De novo veremos o restante do campeonato brasileiro com o que sobrar.

Ofélia

Carol, a mulher do Kaká, virou pastora. Seguindo os passos do marido, já começou a dizer grandes bobagens, defendendo a virgindade e acusando a adolescência atual de drogada e prostituída.

  •  

Deixe uma Resposta