• Postado por Tiago

Existe uma mulher no mundo cuja beleza independe de formas, mas faz o homem estremecer de emoção. Nas suas entranhas Deus faz brotar uma nova vida e a transforma num símbolo da criação do universo. É a beleza do verbo, que está em seu corpo onde a semente do amor germinou. Esta mulher vai preparando os caminhos para receber, em seu regaço, a maravilhosa missão de realizar o sonho da maternidade. Seu corpo é frágil e delicado, mas carregado de energia para superar dificuldades e dedicar extremo amor.

É nos seus braços que o filho se acalma quando chora, é no seu seio que ele se alimenta, é com o auxílio dela que vai arriscando os primeiros passos, é com ela que aprende as primeiras palavras. É ela que está sempre perto para lhe oferecer apoio, que o incentiva para enfrentar a vida, que dá exemplo com suas atitudes para formar o seu caráter.

É ela, que no seio da família, vai construindo valores e princípios, vai transformando o lar num abrigo seguro para afastar os medos, para resolver problemas, lugar onde todos possam se apoiar nas dificuldades. Ela é a nossa fortaleza, promotora de nossos sonhos e alegrias, que faz do lar um ninho de aconchego, onde a dor é minorada e a alegria mais espontânea.

Esta mulher, cheia de predicados, a quem chamamos Mãe, vai passando pela vida sem medir sua dedicação e muitas vezes, o filho não consegue compreender as lutas enfrentadas, a responsabilidade pela sua educação, as preocupações em cada etapa do seu crescimento. Foram horas de vigília cuidando da sua saúde, momentos de tensão esperando sua chegada quando saíam com os amigos ou aguardando resultado de uma proposta de emprego.

Ser boa mãe não é aquela que deixa seu filho sem limites, que fecha os olhos quando ele se comporta inconvenientemente.

Mãe é aquela que ensina a arrumar o seu quarto, que sabe onde o filho vai, com quem vai e a que horas vai regressar; que não fica em silêncio quando sabe que seu novo amigo não é boa companhia; que o faz ressarcir o prejuízo causado a alguém.

Mãe é aquela que é capaz de dizer “não” mesmo sabendo que ele poderia aborrecer-se com isso; que cobra responsabilidade sobre seus atos mesmo sabendo que um corretivo vai fazer seu coração sentir tristeza.

Mãe é aquela que conhece até seus pensamentos; que se levanta quando o filho chega tarde da noite, para saber como estava ao voltar.

Por causa do zelo materno o filho pode ter perdido muitas experiências na adolescência, mas com certeza, deixou de se envolver com drogas, atos de vandalismo e não teve que sofrer a humilhação de ser detido por algum delito. E depois de adulto, pode se orgulhar de ser um homem educado e honesto.

São batalhas difíceis que a mãe enfrenta para formar seu filho e transformá-lo num cidadão responsável e honesto, mas se ela sair vitoriosa o filho também sairá.

Não podemos esquecer que é urgente deixarmos filhos melhores – educados, honestos, éticos, responsáveis – para tornar o mundo melhor.

E quando esta mulher – Mãe – ficar idosa e a memória misturar datas e acontecimentos que ela não se apague da memória dos seus filhos.

Que ela seja presença no lar, que seja ouvida e respeitada, aceitando alguma ajuda quando procurar ser útil, atendida nas suas necessidades, oferecendo-lhe carinho e atenção.

Quando os filhos e netos eram pequeninos esta mulher os beijava e sentia um inefável prazer em colocá-los em seus braços, sonhava com seu sucesso e regozijava-se com suas vitórias.

É hora de repartir ternuras. Ela merece.

  •  

Deixe uma Resposta