• Postado por Tiago

Neste início de milênio houve uma expectativa de longevidade para os homens, mostrando que eles podem chegar à idade avançada com qualidade de vida e que as mulheres vivem mais que os homens.

Chama a atenção verificar idosos saudáveis escrevendo poesias e livros, participando de voluntariado para contar histórias para crianças, atendendo pessoas com dificuldades físicas, praticando esportes, exercendo atividades artísticas e culturais, se relacionando com pessoas para começar uma vida a dois, cursando uma faculdade com atividades acadêmicas de pintura, teatro, canto e atualização.

Não cabe mais aos idosos ficar em casa esperando o tempo passar, se acomodando na cadeira de balanço fazendo crochê, sem se preocupar com seu aspecto pessoal, mas se vestir com roupas adequadas, usar cosméticos e perfumes, participarem dos diálogos familiares, de reuniões sociais, discutirem assuntos da atualidade, ir ao cinema e ao teatro, ler e assistir televisão para ficar em dia com os acontecimentos do mundo globalizado. É a maturidade avançada, capaz de utilizar suas experiências para ser útil e promover o bem estar de todos os que o rodeiam, buscando transmitir alegria e felicidade. É capaz de se olhar no espelho e ver sabedoria, sem se preocupar com as marcas que o tempo deixou em seu rosto, com a pele sem viço, com os cabelos grisalhos.

A sociedade tem se interessado em promover estes valores dos idosos e dando-lhes crédito, incentivando à prática de uma vida confortável e feliz.

O idoso sabe que perdeu muito da sua vitalidade, mas estas perdas são assumidas e ele concretiza suas atividades com as limitações que a idade lhe impõe. Ele não possui o equilíbrio de um jovem, a coordenação motora é reduzida, a agilidade diminui, tem falhas de memória, mas nada impede que pratique as ações a que se propõe. Ele ainda assume opinião sobre os acontecimentos que envolvem a política e a sociedade, os problemas que afligem a população lamentando as ocorrências com a violência que atingem crianças arrastadas em carros por bandidos, aos sequestros, ao aumento da pedofilia, à impunidade que assola o país, aos desmandos do governo que tentam parar o lento progresso do Brasil. Fica intrigado quando tentam culpá-lo por não ser pobre, por ter casa, carro e outros bens, todos adquiridos com honestidade durante os anos de trabalho.

E o mais importante, ele ainda é capaz de se comover ao sentir o patriotismo que brota de jovens, mostrando o seu amor pela Pátria, dando exemplo aos brasileiros que precisam perceber o verdadeiro sentido de brasilidade e de cidadania. Aliás, os sentimentos de afeto de todas as ordens são cada vez mais ressaltados nesse período de vida. O carinho pelas pessoas, a paciência com os mais jovens, a tolerância com os erros, a capacidade de perdoar são pontos marcantes que vai assumindo a cada ano que passa.

Os idosos que souberam lutar para vencer na vida tendem a manter o espírito com atitudes positivas e não se envolvem com mesquinharias nem se tornam ranzinzas.

A idade não limita o profundo sentimento da saudade. Ah, a saudade! Quantas vezes ela chega de vagarinho, como um pássaro pousando na janela do nosso coração, cantando melodias que trazem lembranças e imagens de um tempo que não volta mais. Não escolhe hora nem lugar, aparece assim, invadindo espaços reservados às pessoas e aos acontecimentos especiais. Filhos, netos e noras, amigos distantes são lembrados nas festas natalinas provocando este sentimento de saudade.

E se a saudade existe é porque foram plantadas sementes de ternura em pedacinhos de coisas boas que deixaram um rastro, um sabor, um perfume que perdura e de vez em quando se torna presente. É quando se sente a falta, um vazio dolorido e bom, invadindo a alma e tomando conta de momentos marcantes da vida. Viaja-se sem malas nem documentos, chega-se e volta-se cheio de amor. “A saudade é um documento assinado atestando de que não se está só, as pessoas ficam se prolongando na eternidade do caminho” de cada um, por isso, cada vez mais presente na vida do idoso.

  •  

Deixe uma Resposta