• Postado por Tiago

A família não respeitou o marzão bravio

O domingão de sol não deverá sair tão cedo da memória da família Oliveira. Cinco parentes foram arrastados e quase se afogaram na ponta da praia do Gravatá, em Navegantes. Testemunhas contaram que os pais viram as três crianças se afogando, entraram no mar pra salvá-los e acabaram também vítimas da correnteza. Eles precisaram ser resgatados por um helicóptero.

Os bombeiros contam que lá pelas 15h, S.D.O, 10 anos, J.C.O., 12, e C.C.D., 11, se aventuraram além das ondas e acabaram arrastados pela correnteza. Os pais de S. e J., que são tios de C., ao verem as crianças gritarem desesperadas, não pensaram duas vezes e se jogaram na água. Para azar deles, caíram no mesmo repuxo e não conseguiram nadar divorta pra areia.

O povão que estava na praia viu o apavoro da família Oliveira e chamou os salva-vidas. Os heróis do marsiviraram nos 30 pra chegar até o ponto onde os banhistas estavam. Como estava muito difícil de nadar contra a maré, pediram ajuda pra um Jet Sky.

Como a motinho da água não conseguiu furar as ondas e chegar até os banhistas, os bombeiros tiveram que pedinchar resgate aéreo. Um helicóptero saiu de Joinville e voou até Navega. Os vermelhinhos jogaram uma rede na água e praticamente pescaram os cinco banhistas. Todos estavam acordados, mas tinham tomado muita água. Eles receberam os primeiros socorros e foram encaminhados pro hospital da city dengo-dengo. Os Oliveira foram liberados ao final da tarde de ontem. A polícia não informou o nome dos pais das crianças e nem a cidade ondem moram.

  •  

Deixe uma Resposta