• Postado por Tiago

Os tiras de Floripa guentaram na noite de segunda-feira Tiago Pereira Maciel, 21 anos, acusado de ter matado o prefeito de Itaipulândia/PR, Vendelino Royer, 46 anos, em julho do ano passado. Desde o crime, a polícia do estado vizinho tava caçando o bandidão, mas só agora ele foi pra trás das grades.

O malaco tava siscondendo na Vila do Arvoredo, a antiga Favela do Siri, no norte da ilha de Santa Catarina. Os tiras da central de polícia descobriram que nas horas vagas o traste tava a serviço do dêmo pra vender porcaria por aquelas bandas.

Faz seis meses que Tiago tinha trocado o esconderijo no Paraná pelas paisagens da Santa & Bela, onde trampava de pintor quando não tava vendendo droga. Pra se mocosar, usava documentos falsos e o nome de guerra de José Vanderlei Goulart. O assassino vai ser mandado de volta pro Paraná, onde deve ficar guardado até o julgamento.

Com ele, foi preso um menor de 17 anos, que também já foi abrindo a boca pra dizer que tava envolvido em dois assassinatos. Até agora, os tiras não sabem que casos foram esses, mas ele também vai cruzar a divisa do estado de camburão, pra sisplicar lá no Paraná.

Tiago é acusado de ter dado cinco tirombaços no então prefeito de Itaipulândia, cidadezinha de oito mil habitantes que fica na fronteira da terra do leite quente com a Argentina. A city foi fundada em 1992 por catarinenses e gaúchos, de onde podem ter saído os contatos do Tiago, pra ele se esconder na Ilha Capital.

A investigação apurou que o assassinato foi encomendado e planejado pelo vice-prefeito Laudair Bruch, que queria tomar o poder do jeito mais rápido. Ele teria contratado Tiago para fazer o servicinho sujo. Bruch e outros seis envolvidos no crime foram presos logo depois. O único que ainda tava soltinho era Tiago.

  •  

Deixe uma Resposta