• Postado por Tiago

Os tiras da delegacia de Palhoça prenderam ontem Abener Miranda de Lima, 40 anos, que tava pedido pela justa de Bragança Paulista, interior de São Paulo, acusado de duplo assassinato. O crime rolou há sete meses no bairro Água Comprida. O traste e o comparsa, Lucas Lima de Oliveira, foram identificados como os matadores de Lindomar Aparecido da Costa, na época com 21 anos, e Taís Cristina de Oliveira, 17 anos. A polícia catarinense apurou que somente Abener tava morando no estado.

As investigações do duplo assassinato começaram pouco depois do crime. Na casa de Abener, os policiais encontraram munições do mesmo calibre das encontradas pela perícia nos corpos das vítimas, mas a arma não foi localizada.

Abener também tava pedido pela justa de Sergipe, onde teria matado, em 1997, um dos irmãos. Ele também é suspeito de ter assassinado outro irmão e a cunhada, que tava grávida, também em Sergipe. O mequeterefe é ainda acusado de um assassinato na Zona Leste de São Paulo e mais um em Bragança Paulista. Neste caso, a vítima, Joaquim dos Santos, 43, foi encontrada morta no Bairro da Serrinha, em setembro de 2008.

O crime

No dia 7 de outubro do ano passado, Lindomar e Taís foram encontrados mortos às margens da Rodovia Padre Aldo Bolini, km 71, no Bairro da Água Comprida. Próximo aos corpos foram encontrados um boné, um coldre de revólver e alguns documentos, além de uma motocicleta.

Conforme as primeiras informações, Lindomar estaria namorando Taís há cerca de um mês e sempre carregava um revólver calibre 32, que não foi localizado. Foi constatado que Taís foi morta com um tiro na cabeça e Lindomar com um tiro no tórax.

Florianópolis

O ex-presidiário Jaderson Fernandes, 27 anos, foi assassinado na noite de segunda-feira na praça Renato Gomes da Silva, no Estreito, em Florianópolis.

Dois malacos chegaram perto da arquibancada da praça onde Jaderson tava com mais dois jovens.

Um dos bandidos puxou um revólver calibre 38 e atirou três vezes contra a vítima. O coitado ainda conseguiu correr por cerca de 10 metros, mas tombou morto, um pouco antes de chegar ao posto da polícia militar.

Jaderson já tinha tirado uma temporada de cana por tráfico de drogas cinco anos antes, junto com a mãe. Eles caíram na Tapera, sul da Ilha de Santa Catarina. A polícia acredita que a morte tá relacionada ao tráfico de drogas ou acerto de contas.

Testemunhas contaram que o cara tinha rixa com traficantes da região. Os assassinos fugiram a pé e até o fechamento desta edição ninguém tinha sido preso. A delegacia de homicídios investiga o caso.

  •  

Deixe uma Resposta