• Postado por Tiago

INTERNA_13_abre-direita---troca-de-sexo-do-bebe-de-Abner-Toniza-Neves-e-jéssica-alves---foto-brigitte-bardot-(27)

Jéssica e Abner querem processar médica

Os papais de primeira viagem Abner Toniza Neves, 26 anos, e Jéssica Alves, 18, querem que a médica Marli Koefender dê um enxoval novo pro pequeno Kauã. A dotôra teria errado o sexo do nenezinho durante um exame de ultrassom e dito que nasceria uma menina. O casal montou um enxoval rosa, mas depois que nasceu o guri, eles se recusam a botar as vestes femininas no guapo-mirim e querem que a médica arrume a cagada lhe dando roupinhas novas e adequadas ao seu sexo.

O ultrassom rolou há três meses no consultório da doutora Marli, que funciona na clínica Clinivali, em Balneário Camboriú. O casal, que é pobre de marrédeci, juntou R$ 70 com muito custo pra monitorar a saúde do neném e ainda matar a curiosidade. ?O exame durou quatro minutos e ela mostrou pra gente na tela. Deu 100% de certeza que era uma menina?, contou a dona de casa.

Com a garantia de que seria uma prenda, aos poucos Jéssica foi montando o enxoval. Comprou bercinho, banheira, mamadeira, cobertas e roupinhas rosa pra pôr na sua menina. Gastou uns R$ 300 com todo o enxoval. O pai também se empolgou e colou um adesivo na sua moto com o nome da suposta futura filhota: Vitória. Dia 26 de abril a mamãe deu a luz no hospital Santa Inês. Aí veio a surpresa. ?Quando eu fui ver nasceu um sacudo?, lascou o entregador Abner.

Como muitas das roupinhas e cobertas foram lavadas e algumas mamadeiras já tiveram o lacre retirado, o casal não conseguiu trocar na loja. Agora eles querem que, ao menos, a dotôra Marli conserte a lambança e dê um enxoval novo, todo azul, pro bebê. ?Eu fiquei todo feliz de ter um garotão. Ela (Jéssica) também. Mas ela antes ficava conversando com a barriga, fazendo planos pra menina. Quem vai pagar pelo incômodo da minha mulher??, questiona o paizão.

Sem laudo

O problema é que o casal não tem o laudo que comprove o resultado do exame dado pela médica. Os dois guardam apenas uma papelada que comprova que estiveram na clínica. ?Pedi pra ela [médica] até um dvd com o resultado, mas ela me disse que o aparelho estava estragado e não poderia me passar?, conta Abner.

O rapaz procurou cinco vezes a médica e diz que só foi enrolado. Agora o casal pretende buscar seus direitos na justiça e vai entrar com um processo contra a médica.

A médica Marli Koefender não estava ontem pela manhã na clínica Clinivali. O DIARINHO ligou diversas vezes para o celular da dotôra, mas ela não atendeu as ligações.

  •  

Deixe uma Resposta