• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PÁGINA-SEIS-ABRE-Neusa-Pires-Pereira

Delegado: Ela era uma das que comandavam a quadrilha

A quadrilha acusada de ter assaltado baias e levado caminhões em atraques, por toda a Santa & Bela, presa esta semana na operação Tijucas, tinha uma chefona esperta no mundo do crime. Neusa Pires Pereira, grampeada pelos homisdalei, é mãe do mini-traste Craca e de Mauri Alves Garcia, o Percebe, apontado como o cabeça do bando. ?Ela era uma das pessoas que comandavam a quadrilha?, disse o delegado André Manoel de Oliveira Filho, da central de investigações de Balneário Camboriú.

Ao todo, 21 pessoas foram guentadas na operação, acusadas de estarem metidas com assaltos a residências e sítios da região e com roubo de cargas. Entre os atraques que teriam sido cometidos pelo bando, tá o sequestro-relâmpago do dono da malharia Paxá, Osni dos Santos, e o assalto a um prédio chiquetoso da avenida Atlântica, em Balneário Camboriú, em que um advogado foi feito refém.

Com a quadrilha foram encontrados aparelhos eletrônicos, cargas de móveis, surrupiadas de brutos em Rio do Sul e Biguaçu, motocas e um berro municiado. Boa parte das quinquilharias tava escondidana baia de Neusa. ?Na casa dela achamos até o documento de um caminhão que tinha sido roubado do restaurante Cabral, em Itapema?, contou dotô André.

O delegado contou que ainda tem gente pra entrar na dança por conta da roubalheira. No final da tarde de ontem, faltavam seis pedinchos de prisão pra cumprir. Entre os procurados tá o maninho mais velho do Craca, o Percebe, que tá foragido. Dos enjaulados, 14 tão com a prisão preventiva decretada e vão ter que se acostumar a ver o sol nascer quadrado. Os outros são parentes da bandidagem e poderão responder o processo em liberdade.

  •  

Deixe uma Resposta