• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PAGINA-CINCO-p--crack-em-navegantes-(1)

Em Navegantes, pedra do demo tá na lista das drogas mais apreendidas

Mãe e filho foram guentados em Balneário Camboriú acusados de tráfico de drogas. Com a dupla foram recolhidas 163 pedras de crack. O atraque rolou pelas 21h de quarta-feira, quando as baratinhas davam uma volta pela rua Chapecó, no bairro dos Municípios, na Maravilha do Atlântico Sul. Em Navegantes, de março à primeira semana de novembro, a polícia aprendeu mais de cinco mil pedras de crack.

O primeiro a cair foi o filhote trafica. G.A.G., 17 anos, que estava com a maior cara de suspeito perambulando pela rua Chapecó, o que chamou a atenção dos milicos que tavam fazendo rondas na região.

Ao perceber que tava na mira dos homisdalei, o abestado jogou um pacotinho no chão. Não deu outra: no pacote estavam 19 pedras de crack. Ele ainda tentou simandar apostando nas pernas, mas foi guentado em seguida.

Com o trafica foram encontrados R$ 42 em notas pequenas, que é uma característica do tráfico de drogas. O guri recebeu uma prensa e disse que o bagulho não era dele. G., que não deve gostar muito da mamãe, contou que a porcariada pertencia à mãe, Roseli de Moraes Alves, 36.

Os policiais não perderam tempo e o levaram pra fazer uma visita pra mãe, na casa da rua Criciúma. Deram uma revirada geral na residência e encontraram mais 144 pedrinhas do capeta embaladas e prontinhas pra venda.

Injuriada, Roseli disse que o filhinho da onça não morava mais em casa e deveria esconder mais drogas na nova morada, na rua Tocantins. Pra não perder o barraco de mãe e filho, os milicos levaram os dois até a baiuca apontada e reviraram o local de cabeça pra baixo. No local, acharam mais uma bucha de maconha.

Com os flagrantes, o dimenor e a mamãe foram levados pra delegacia da mulé e do menor. O guri assinou um termo pra responder direto na justa por tráfico de drogas e foi liberado. Já Roseli teve que se conformar com o flagrante e ganhou uma vaga no xadrez.

  •  

Deixe uma Resposta