• Postado por Tiago

abre-pag-extra-megera-domada

Filha mais nova passa por cada apuro atrás de marido!

Rola amanhã e domingo, às 20h30, no Teatro Municipal de Itajaí, a peça ?Megera Domada?, de Valentim Schmoeller, em comemoração aos 24 anos da companhia de teatro Anchieta. A comédia de costumes se passa num Brasil recém-republicano, que ainda guarda os maus costumes dos tempos de monarquia. E a megera do título é uma jovem que já tá passando da idade de casar e tem um gênio dos diabos. Em cena vão estar 25 alunos do Alunos do Exercício Cênico Anchieta (AECA). Os ingressos custam R$ 30, R$ 15 (estudantes e idosos) e R$ 10 pra quem chegar com o bônus.

Na trama, entre os altos e baixos da transição da monarquia para a nova constituição, uma mulher ganha destaque na cidade por sua língua de víbora. Ela é Catarina, a filha mais velha de Batista, que tá encalhada, apesar de bela e jovem. Ao perceber que sua filha mais nova, Bianca, tem uma legião de pretendentes ardorosos e apaixonados, Batista promete que só dará a mão de Bianca depois que um cavalheiro tomar a mão de Catarina.

A decisão de Batista causa um alvoroço geral na província, afinal, quem seria o doido a topar a danação eterna, com uma mulher temperamental daquela? Mas a trama é resolvida com a chegada de Petrúquio Albuquerque à cidade, herdeiro único de seu falecido pai. Ele deseja um casamento rico para aumentar sua valiosa fortuna e seus amigos lhe apresentam Catarina.

Mas nem tudo é um mar de rosas. Quando tudo parece terminar num autêntico final feliz é que o angu desanda. Schmoeller se inspirou no clássico ?A Megera Domada? de Shakespeare, que voltou à moda depois da minissérie ?Som & Fúria?, que tá passando na Globo. A peça do dramaturgo peixeiro mostra a submissão e passividade das mulheres e o machismo que nunca deixou o Brasil, nem no século 21.

Longa estrada

Durante os 24 anos de estrada, a companhia Anchieta percorreu todo o estado de Santa Catarina, algumas cidades do Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. Foram mais de 40 trabalhos, alguns deles ultrapassando a contagem das mil apresentações.

O curso básico de teatro ministrado na Casa de Cultura Dide Brandão já formou 1.400 atores, que apresentaram 29 espetáculos como projeto de conclusão de curso. O grupo Anchieta Arte Cênica monta três espetáculos por ano, alem da maratona teatral que acontece nos meses de setembro e outubro.

  •  

Deixe uma Resposta