• Postado por Tiago

INTERNA_14_base_--gás-irregular-005

Tem até quem deixa os bujões dentro da mercearia

O comerciante Vanderlei Nascimento, 38 anos, leu a matéria publicada na edição de sábado sobre as irregularidades no armazenamento de gás em comércios de Navega e resolveu pôr a boca no mundo pra falar do descaso com os botijões de algumas mercearias do loteamento Jardim Paranaense, no bairro Nossa Senhora das Graças. Vanderlei tá cocudo porque também tem uma mercearia no bairro, mas faz questão de deixar tudo regularizado e zela pela segurança dos clientes, enquanto que seus concorrentes não pagam a taxa de vistoria e arriscam a vida do povão sem serem punidos.

Não é difícil comprovar a denúncia de Vanderlei. Numa voltinha rápida pelo bairro, o DIARINHO flagrou quatro comércios estocando bujões de gás de forma perigosa.

As mercearias Paraná e João Paraná, que ficam bem pertinho uma da outra, na rua do Caic, a José Inácio da Silva, são um exemplo do descaso. Duas outras mercearias, que não têm sequer nome na frente, também mantêm botijões sem as mínimas condições de segurança. Uma fica na rua Jornalista Rui Ademar Rodrigues e a outra na vereador José Flávio Soares. Em todos eles, os vasilhames de gás ficam dentro do comércio.

Quem também tá indignada com a situação das mercearias no bairro é a empresária Adriana Rodk, 27. Ela é dona do disque gás Logui, que fica na região. ?É um absurdo. Aqui nós temos até extintor perto da gaiola?, diz.

Na matéria publicada sábado, o sargento bombeiro Wancarlos Wolinger Corsani explicou que os bujões só podem ser empilhados no máximo até quatro vasilhames e devem ficar, no mínimo, a um metro de distância de paredes para garantir a segurança do local. Para denunciar, é só ligar pros bombeiros militares pelo telefone 3319-2702.

  •  

Deixe uma Resposta