• Postado por Tiago

“Agradecemos o empenho jornalístico deste jornal em divulgar os fatos da melhor forma possível, quanto à matéria divulgada sobre a falta de ambulância no evento de arte marcial no último final de semana. Os citados motoristas e enfermeiros “rebeldes”, que não quiseram trabalhar, iriam sim receber horas extras pela prefeitura. Isso me foi informado terça-feira pelo gabinete do Periquito. Mas eles queriam um dindim a mais.

Mas não adianta reclamar agora o leite derramado… o evento já aconteceu. Só tivemos um incidente, porém muito bem atendido pelo pessoal do SAMU.

É uma pena saber que na atual administração de Balneário Camboriú o prefeito determina, e os barnabés não cumprem…isto é o reflexo da atual administração.”

Ass: Mestre Valdir,

projeto Hapkido Educar-SC

(Transcrito ipsis litteris)

  •  

Deixe uma Resposta