• Postado por Tiago

Veja o que é e onde fica a maior mina de ouro negro já descoberta no país

Texto: Sandro Silva

Você assiste a um noticiário de TV e logo escuta a expressão pré-sal. Liga o rádio, folheia um jornal ou uma revista e lá está ela, novamente, a azucrinar-lhe as ideias. Junto, vêm palavras como marco regulatório, royalties e sistema de partilha. A mídia bombardeia os brasileiros com a divulgação de uma das maiores descobertas de reservas petrolíferas do planeta. E não é por menos. Se os investimentos de 174 bilhões de dólares até 2013, anunciados pela Petrobras, acontecerem e as previsões se confirmarem, em apenas sete anos o Brasil entrará para o seleto grupo dos 10 maiores produtores do mundo. E mais. ?O país passará à condição de exportador?, diz de boca cheia o engenheiro eletrônico Márcio Félix Carvalho Bezerra, gerente geral de novos negócios do departamento de exploração e produção da Petrobrás.

A descoberta da jazida do pré-sal é mesmo de espantar. O geólogo Rogério Fontanta, da Petrobras, informa que são 800 quilômetros de uma faixa entre Santa Catarina e Espírito Santo, com aproximadamente 200 quilômetros de largura. Pra chegar lá, precisa navegar por 350 quilômetros.

A exploração acontece a uma profundidade de aproximadamente cinco quilômetros. São pelo menos dois quilômetros de lâmina de água, algum tanto de areia e rocha, mais dois quilômetros de uma camada de sal pra depois vir as rochas onde estão o petróleo.

Rochas? Isso mesmo. Rogério derruba um mito. O petróleo não corre como um rio subterrâneo, como se costuma imaginar. Ele está no meio de rochas porosas. ?A rocha onde está o óleo é muito dura, chega a levar uma hora pra perfurar um metro?, diz.

A Petrobrás, por enquanto, é a única no mundo que domina completamente a tecnologia para explorar o pré-sal. ?Só a gente tá produzindo no mundo nessa profundidade?, sigaba Saulo de Tarso, engenheiro e executivo da companhia.

E sabe aquela historinha de que o petróleo é um combustível fóssil formado por restos de dinossauros e árvores que foram parar no fundo da terra? Outro mito. Bactérias e fitoplânctons, uma espécie de alga microscópica, é que formam o petróleo, afirma o geólogo Rogério Fontana.

A Petrobras já furou 13 poços no pré-sal. Todos com 100% de resultado positivo. A maior produção vem do campo de Tupi, que tem reserva estimada de 5 a 8 bilhões de barris de óleo e gás. Por enquanto, os estudos da Petrobras indicam que o campo de Iara é a segunda maior reserva, com uma estimativa entre 3 e 4 bilhões de barris.

A descoberta da jazida foi em 2005, mas somente em 1º de maio deste ano é que começou a produção no que a empresa chama de teste de longa duração.

  •  

Deixe uma Resposta