• Postado por Tiago

v---miguel-proença

Conhecido em todo o globo, o pianista se apresenta hoje no teatro municipal da city, às 20h, a preço de banana

Referência da música erudita brasileira, Miguel Proença apresenta, em 2009, a quinta edição do projeto Piano Brasil. A turnê que começou em maio no Rio, passa pelo Rio Grande do Sul, pela Santa & Bela, Norte e Nordeste, pela capital brazuca, por Sampa, Paraná e Minas.

O concerto rola hoje, a partir das 20h, no Teatro do Itajaí. No programa, composições de Chopin, Debussy, Nepomuceno, Gluck, Rachmaninoff, Grieg e Scriabin.

Os ingressos saem por apenas cinco pilas. Estudantes e véinhos pagam só R$ 2,50.

Carreira

Gaúcho radicado no Rio de Janeiro, Proença já se apresentou como solista e camerista [orquestra de no máximo 10 instrumentos] por todo o território brazuca. Na gringa, é inclusive mais conhecido.

Já passou por quase toda a América, Europa e Ásia. Gravou diversos discos por gravadoras nacionais e internacionais. No passado, foi diretor da Sala Cecília Meireles, diretor da Escola de Música Villa-Lobos e até secretário de cultura do Rio de Janeiro.

Entre 1997 e 2002, lecionou na Universidade de Música de Karlsruhe, na Alemanha. Em 2000, executou parte da trilha do filme ?Villa-Lobos – uma vida de paixão?, de Zelito Viana.

Atualmente, é diretor artístico do teatro do Sesi/RS e, frequentemente, trabalha como jurado em diversos concursos internacionales.

Prêmios

Dentre os muitos prêmios acumulados, destacam-se o título de Comendador, em 1991; Melhor Pianista do Ano, em 1989 e 1999; Troféu Negrinho do Pastoreio na categoria de ?Música Erudita?, em 2001; Prêmio TIM na categoria ?Melhor Disco de Língua Estrangeira?, e Destaque Empresarial do Sul, ambos em 2006.

Há pouco tempo, Miguel recebeu o convite pra entrar no ?Wall of Fame? [parede da fama] da Steinway&Sons, a melhor fábrica de pianos do mundo, localizada na Alemanha.

  •  

Deixe uma Resposta