• Postado por Tiago

A puliça Militar acabou com a farra de um cassino clandestino que funcionava num apê, bem no centro de Balneário Camboriú. A gerente da jogatina apavorou-se com o atraque e siscapoliu, mas a tansa esqueceu a bolsa no bingão. No local foram guentadas 16 maquininhas papatrouxas.

Os milicos tinham recebido denúncias de que a jogatina tava correndo solta num prédio da rua 3200, dentro de um apê chicoso. Na quinta-feira, por volta das 23h, resolveram pintar na área pra conferir a treta.

Nem precisou os meganhas passarem muito tempo de tocaia pra ver que o entra-e-sai de jogadores por ali era tão grande, que mais parecia procissão em dia santo. Os fardados resolveram então subir, pra conferir o bingão bem de perto.

A mandachuva da jogatina, quando percebeu a chegada dos milicos, botou sebo nas canelas e vazou do apê. Mas, na pressa, a espertalhona esqueceu sua bolsa com todos os documentos dentro do cassino. Os papélis foram parar nas mãos dos meganhas.

No local foram achadas 16 maquininhas papaotários, que foram desmontadas e levadas pro 12º Batalhão da PM na Maravilha do Atlântico. As peças vão fazer companhia a uma baita coleção de pedaços de caça-níqueis que foram tirados de circulação pelos fardados nos últimos tempos.

  •  

Deixe uma Resposta