• Postado por Tiago

p---tráfico-e-nota-falsa-em-navega

Além das pedras do demo, meganhas encontraram uma nota de 100 reales falsa

A polícia Militar deu um atraque certeiro na noite de quinta-feira, em uma boca do Porto das Balsas, na city dengo-dengo. Os milicos prenderam Patrícia Shuwatz, 26 anos, e Elvis Aurélio Schonds, 21, com 31 pedras de crack e uma nota de 100 reais falsa. A muié é esposa do traficante Marcelo dos Santos, velho conhecido da polícia por vender porcarias no bairro. O cara não tava na casa na hora do atraque. Duas crianças, que tavam no local, foram entregues ao conselho Tutelar.

A ?boca do Marcelo? fica na rua Agenor dos Santos e é um ponto de tráfico conhecido dos milicos. Por volta das 19h, uma baratinha da PM fazia rondas e viu um viciadinho saindo da baia. O tanso saiu correndo, pulou os muros da vizinhança e sumiu. Enquanto isso, os fardados sentiram que na boca tava rolando mais movimentação.

Os meganhas invadiram o local, antes que o trafica fugisse, mas só encontraram a esposa do traste, Patrícia. Ela tava num quarto, com uma vela na mão e plásticos cortados na outra, prontinha pra embalar a porcaria que tava na cama. Ao ver os tiras, ela ainda tentou jogar um cobertor em cima dos trecos, pra esconder uma nota de 100 pilas falsa e as 30 pedras do demo, mas não deu. Ao lado dela tavam os filhotes: um bebê de apenas três meses e outro pequeno de cinco anos.

Elvis, que seria laranja de Marcelo, também tava no local. Ele tentou fugir pelos fundos, pulando o muro e se escondendo na baia de um vizinho, mas foi guentado. O traste já tinha passagem criminal por tráfico de drogas, assim como Patrícia. Os dois receberam as algemas de ferro e bailaram a dança dos trancafiados. O conselho Tutelar pintou na depê pra buscar os dois pequerruchos, que foram entregues à avó.

Relembre

O trafica Marcelo foi preso em novembro do ano passado numa ação conjunta da PM de Navega e do Bope de Floripa. Os milicos invadiram a boca e encontraram uma montoeira de trecos furtados, provavelmente pagos por dívidas de droga. O cara chegou a ser levado pro cadeião peixeiro, mas, como foi autuado só por furto, foi solto em dezembro. Ele segue livre, leve e solto.

  •  

Deixe uma Resposta