• Postado por Tiago

Uma leva de petistas pousa amanhã na Maravilha do Atlântico pra discutir segurança. A grande estrela da visita é o ministro da Justiça, Tarso Genro (PT), que, acompanhado dos coleguinhas de partido, a senadora Ideli Salvatti (PT) e o deputado federal Cláudio Vignatti (PT), vai participar de um seminário sobre desenvolvimento regional e segurança pública. A esperança do pessoal da federação dos Conselhos de Segurança (Feconseg) é que os bagrões se sensibilizem com os problemas enfrentados por conta da bandidagem e ajudem a achar uma solução.

O presidente do Feconseg, Valdir de Andrade, diz que vai aproveitar a visita ilustre pra apresentar ao ministro projetos como o de implantação de um centro de internamento provisório (CIP) pros aborrescentes infratores. A proposta tá parada em Brasília há dois anos, porque foi feita, na época, pelo pessoal do conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Condes) e os bambambãs consideraram que a ideia não poderia ser encabeçada pela entidade.“Vamos apresentar os dados que temos. Dos últimos homicídios que aconteceram na região, 24 foram praticados por menores”, diz Valdir.

A intenção é convencer o ministro a dar uma forcinha e liberar o recurso pra que a obra saia do papel. O prefeito Edson Periquito (PMDB), que vai bater ponto no seminário, também quer apresentar pra politicagem de Brasília o projeto da guarda municipal armada.

Falatório dos grandes

Pro deputado Vignatti, a vinda do ministro será pautada em políticas públicas pra acabar com a violência. “É preciso dar condições aos jovens de estudar e ter a oportunidade de trabalhar. Dessa forma, é possível afastá-los do crime e tráfico de drogas, responsável hoje por grande parte dos crimes de homicídio no estado”, disse.

A senadora Ideli concorda com o colega, mas reconhece que a região do Vale do Itajaí é perigosa. “Não basta só repressão: é preciso ter policiamento, armamento, ação de inteligência para reprimir o crime, principalmente o crime organizado, mas tem que ter ações sociais de integração, socialização, de inibição dos espaços de violência”, afirmou.

O blablablá das otoridades rola amanhã à noite no Cine Itália, na rua rua 700, a partir das 19h. O conversê é aberto pra participação do povão.

  •  

Deixe uma Resposta