• Postado por Tiago

Acabou-se a farra pra um aborrescente metido a bandido que andava tocando o terror pros lados de Camboriú. O minitraste foi reconhecido por bizolhudos de plantão como um dos assaltantes que renderam a dona do balança-teta Estação Final, na noite de sábado. Ele obrigou a coitada a dirigir até Navegantes, e depois fugiu levando a caranga da muié.

O dimenor R.R., 16 anos, que usa o apelido de Maninho no submundo do crime, é fugitivo do centro de internamento provisório (CIP) de Blumenau, e tava pedido pela dona justa de Itapema por ter cometido um assalto por lá. A puliça de Cambu descobriu que ele andava pelas bandas da capital da pedra, e ontem saiu à caça do malaquinho.

Ele tava mocosado na casa de um colega, o Telo, que também já teve umas pendengas com os homisdalei. Os tiras chegaram à baia, que fica na rua Monte Agulhas Negras, a principal do bairro Monstro Alegre, por volta das 10h, e tiraram o carinha da cama. Maninho não resistiu ao teje preso, e foi levado pra delegacia pra sisplicar ao delegado Fábio Osório, responsável pelo caso.

Lá, o dimenor foi reconhecido por bizolhudos que assistiram de camarote o assalto que ele carcou no sábado. A dona do Estação Final saía do boteco e entrava em seu carro, um Astra, junto com o filho, quando foi rendida por dois mequetrefes armados.

Eles largaram o mãos ao alto e fizeram a pobre mulé dirigir até Navega. Então, mandaram ela e o filho descerem e fugiram levando o possante. O Astra foi encontrado ontem de manhã pela polícia militar, dando sopa numa ruela do Monte Alegre.

Os homis acreditam que Maninho andou aprontando poucas e boas pela região, e que tenha sido responsável por uma renca de assaltos. A desconfiança é de que, só no sábado, ele e seu companheiro tenham dado prejú em pelo menos três lojas e baiucas. Com o minitraste em cana, agora a puliça quer descobrir quem era o seu comparsa. Ele será encaminhado ao CIP da terra dos alemón pra terminar de pagar o deve à dona justa.

  •  

Deixe uma Resposta