• Postado por Tiago

Pedro Paulo da Silva, 28 anos, tá revoltado com o atendimento do Sine de Navega. O administrador de empresas na quarta-feira entrou no Sine às 14h, mofou três horas numa fila pra descobrir que poderia ter pego sua carteira de trabalho em poucos minutos. Pedro reclama que não foram distribuídas senhas para organizar as quase 30 pessoas que esperavam pelo atendimento. Giseli Serafim, responsável pelo Sine dengo-dengo, garante que o órgão trabalha com senhas e que uma pessoa é responsável pela entrega das carteiras já prontas.

O leitor diz que quando chegou ao Sine, o local tava a maior muvuca. Afirma que não viu nenhuma distribuição de senhas e por isso entrou no final de uma extensa fila. O coitado esperou das 14h às 17h, só pra pegar sua carteira de trabalho. Pedro só descobriu que não precisava de fila pra pegar a senha quando uma moçoila bonitona entrou no Sine, foi diretamente no balcão e pegou a carteira.

A atitude da gostosona provocou revolta em quem tava na fila. Quando Pedro foi perguntar por que ela passou na frente, o atendente informou que a guria só ia pegar a carteira que tava pronta. O rapaz ficou tão cabreiro que nem esperou ser atendido. Saiu do Sine bufando. “Lá em cima (prefeitura) eles tem que saber o que tá acontecendo. O pessoal acaba sofrendo, sem organização”, lasca Pedro. O leitor sugere que o Sine espalhe cartazes comunicando que quem vai pegar a carteira não precisa mofar na fila.

Sine já trabalha com senhas

Giseli Serafim, do Sine de Navega, afirma que senhas são usadas pra organizar a fila. Diz ainda que um funcionário trabalha só na entrega das carteiras já prontas e que a triagem das pessoas que vão só pegar carteiras de trabalho é feita na própria fila, quando os atendentes perguntam se tem alguém esperando pra pegar.

Para a chefona do Sine, Pedro pode ter ficado desatento e por isso não pegou o número da senha e não escutou o chamado dos atendentes.

  •  

Deixe uma Resposta