• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-18---10-GabrielMedina2-DanielSmorigo

Medina surfou muito e bateu o recorde de pontos da competição

Aos 15 anos de idade, o jovem surfista Gabriel Medina está deixando de ser uma promessa no esporte. O garoto comandou o ataque da nova geração no Maresia Surf International numa sexta-feira mágica, de tubos e aéreos espetaculares nas ondas da praia Mole, em Florianópolis. Com dois aéreos numa mesma onda, Medina arrancou a maior nota do campeonato: 9,57 pontos. Isso depois de um 9,1 num baita tubo, fechando outro recorde, de 18,27 pontos na bateria.

Ontem foram definidos os 24 surfistas que vão disputar a única rodada de confrontos formados por três competidores. A quarta fase abre o sábado a partir das 8h e em seguida começam as oitavas-de-final, quando serão inaugurados os duelos homem-a-homem. As quartas-de-final, semifinais e final ficam pra manhã do domingo.

?Estou muito feliz por ter achado aquelas ondas. Consegui manobrar bem, mostrar meu surfe, amarradão por ter tirado duas notas acima de 9 num WQS e só tenho que agradecer a Deus por estar no lugar certo, na hora certa, para pegar altas ondas na bateria?, falou Medina, após a melhor apresentação entre os 144 surfistas de 17 países que participaram da competição. ?É um prazer tudo isso e estou super feliz, não sei nem o que dizer?, finalizou o moleque de São Paulo.

Catarinas bem

Competindo em casa, alguns catarinenses também conseguiram grandes apresentações, como Jean da Silva, que nasceu em Joinville e mora em São Francisco do Sul. Ele achou o caminho dos tubos pra continuar tentando retornar ao grupo dos 15 melhores, que o WQS classifica pra elite do surfe mundial. Mas pra isso vai precisar no mínimo chegar nas semifinais em Floripa.

?A Praia Mole surpreendeu. Eu sempre tive dificuldade para surfar aqui, mas fui abençoado hoje (ontem) com dois tubos que eu nunca esperava. Só coloquei no trilho e deixei sair e o mais legal foi que deu para fazer manobra depois do tubo para a onda ficar mais completa?, vibrou Jean, que finalizou: ?Estou batalhando pra isso. Já fiquei entre os 10, 12 primeiros, mas não consegui terminar entre os 15 que sobem e é complicado, tem que manter uma constância de bons resultados que estou buscando esse ano?.

Outros barrigas-verdes que também avançaram pra rodada dos 24 melhores foram Willian Cardoso, de Balneário Camboriú, o experiente Neco Padaratz e Beto Mariano.

  •  

Deixe uma Resposta