• Postado por Tiago

SEGUNDA-PAGINA-14-r---predio-barulhento-002

Morador denuncia bagunça em prédio do São Judas

F.S., 42 anos, tá fulo da vida com o dono do prédio onde mora, no número 110 da rua José Manoel da Silva, bairro São Judas, Itajaí. O morador disse que não guenta mais conviver com a barulheira feita por alguns moradores do edifício. A bagunça rolaria durante a noite e ninguém conseguiria dormir.

F. explicou que o dono das quitinetes, um senhor conhecido como Daniel, aluga os apêzinhos pra qualquer pessoa. O denunciante conta que tem uma mulher com cinco filhos que deixa a filharada fazer algazarra pelo corredor até de madrugada.

Outro morador que incomoda é um velhão. O denunciante diz que ele põe a sonzera no talo e faz o mó auê com os seus amigos madrugada adentro. ?A gente trabalha um monte e quando chega em casa não pode descansar?, bufa ele ao DIARINHO.

O tiozinho conta que gosta de morar ali, que o prédio é bem localizado, mas por conta da bagunça só está esperando o contrato vencer, pra mudar de prédio.

O DIARINHO esteve no local e conversou com alguns vizinhos. Todos negaram o fuzuê no edifício. Um senhor, que vive lá há quatro anos, garantiu que nunca teve qualquer problema no prédio. Se rolasse algum perrengue, ele garante que seria a primeira pessoa a botar a boca no trombone.

Vai conversar com morador

O dono do prédio, que se identificou como Daniel, ficou surpreso com a reclamação. Daniel disse que iria conversar pessoalmente com F., pra tentar resolver o problema. O dono das quitinetes também falou que nenhum cliente siqueixou da bagunça diretamente pra ele e por isso tá surpreso com o reclamo.

  •  

Deixe uma Resposta