• Postado por Tiago

PAGINA-9-BASE-g---fedor-no-iceport

Morador se assustou com produto lançado na Iceport pra refrigeração da carne

Os trampos na Iceport, depois que ela pegou fogo no dia 12 de novembro, continuam incomodando alguns moradores de Navegantes. Na tarde de ontem, um homem puteado da cara afirmou que o Portonave tava jogando produto químico na Iceport e que seus filhos tavam com ardência nos olhos. O porto diz que jogou um produto químico, mas que ele não causa reação nas pessoas.

Ontem à tarde, um cara, que preferiu não se identificar, disse que seus dois filhos e outros moradores tavam com ardência e que seus olhos não paravam de lacrimejar. ?Eles tão jogando um produto na Iceport pra conter o fedor da carne podre. Mas lá dentro eles estão mascarados e não sentem nada. E para nós, aqui fora, não avisaram nada que soltariam esse químico?, esbravejava o denunciante pelo telefone.

No local, nenhum morador e comerciante sentiu o cheiro do tal químico e muito menos os olhos tavam ardendo. Dona Iracema Mello, 74 anos, mora numa baia em frente ao porto, e disse que não sentiu o cheiro de químico, mas ela não guenta a catinga de carne podre. ?Meus olhos não arderam. Mas faz três dias que eu não consigo tomar café da manhã por causa do fedor de podre?, lasca a muié.

Seu Alex Sandro da Silva, 34, proprietário da lanchonete Sensação, na avenida Conselheiro João Gaya, perto do porto, também não se incomodou. ?O pessoal exagera demais, tem muita gente reclamando da tragédia dos outros?, debulha. Dona Terezinha Luiz Bortolatto, 75, que mora na rua João Domingos da Costa, em frente a Iceport, também não sentiu cheiro de químico, e diz que mal sente o cheiro de podridão.

O que diz o Portonave?

O diretor administrativo da Iceport, Pedro Parigoto, diz que os moradores podem ter se assustado ao ver os peões jogar um produto chamado polietileno na câmara frigorífica durante a manhã de ontem. Mas ele jura de pés juntinhos que o químico não faz mal nenhum às pessoas. O polietileno é um produto sólido que deverá colaborar na refrigeração e servirá ainda como isolante térmico da câmara.

A fedentina promete continuar nos próximos dias, já que das 14 mil toneladas de carne torradas no incêndio, apenas três mil foram retiradas dali. O trampo tá rolando 24 horas por dia, mas ainda não há previsão do serviço terminar.

Enquanto a carne continua ali, qualquer chuva, como a de quinta-feira passada, faz aumentar o fedor. Com a chuva de quinta-feira à noite, tava impossível andar pela avenida Anibal Gaya, por conta da catinga de carne podre. Que nojo!

  •  

Deixe uma Resposta