• Postado por Tiago

INTERNA_14_abre-direita_ruas-alagadas-no-gravatá_foto-leitor-(1)

Basta uma chuvinha qualquer que as ruas ficam assim, transformadas em rio

Os moradores do Gravatá de Navegantes tão cabreiros com a demora das obras de tubulação das ruas Helmut Baumgarten e Alfredo João Kreic. Ano passado, os abobrões da secretaria de Obras prometeram que se o povão comprasse os tubos, a mão-de-obra tava garantida pra tapar as valas que existem nas ruas. Os tubos foram comprados e até agora nada das obras começarem.

Seu Ademar Kirsten, 60 anos, diz que em qualquer chuvinha que São Pedro manda, as duas ruas alagam totalmente. Ele mostrou ao DIARINHO várias bocas de lobo entupidas com areia e sujeira. ?Assim não tem como a água escoar?, comenta.

O veranista Celso Zwang, 53, mora em Gaspar. Em novembro comprou uma casa na rua Alfredo João e conta que se soubesse do problema não teria nem investido na baia.

Foi Celso quem recebeu dos abobrões da prefa a promessa de uma solução pro problema. ?Falei com o pessoal da prefeitura e eles me garantiram que se os moradores comprassem os tubos, eles trariam as máquinas e a mão-de-obra?, afirma. Celso comprou 50 tubos e os trouxe de Gaspar. ?Gastei mil reais, que os vizinhos ainda vão pagar uma parte, e até agora nada?, reclama.

Uma moradora, que cagona não quis se identificar, disse ao DIARINHO que tem fé que a prefa irá resolver o perrengue até março. ?Eles nos garantiram isso. Primeiro tem que ser feito o levantamento topográfico do local?, disse, discurssando mais: ?Além do que, mesmo se for colocada a tubulação aqui na rua, não tem onde interligar ela. Porque se jogarem isso diretamente na praia, eu vou no Ministério Público reclamar?.

Pra Ademar e Celso, se é que a tal vizinha tem razão, então os abobrões da prefeitura não deveriam ter mandado a comunidade comprar os tubões, já que os materiais não serão usados.

Sai em março, garante secretário

O prazo dado pela prefa é até março. Se não for feito nada até o último dia do mês, a galera promete protestar publicamente.

O secretário de Obras, Valmir César Francisco, o Chero, não foi encontrado ontem à tarde pelo DIARINHO.

  •  

Deixe uma Resposta