• Postado por Tiago

Os moradores da praia do Estaleirinho tão esperando sentados que os barnabés do fundo Municipal de Trânsito (Fumtran) pintem por lá pra colocarem as prometidas placas de sinalização que vão evitar que os motoristas sem-noção estacionem em local proibido e façam algazarras. O pessoal tá preocupado porque tá chegando mais um feriado e até agora as otoridades não se mexeram pra resolver o problema. O gestor do órgão, Jaime Mantelli (PR), diz que a instalação das plaquinhas tá na ordem de serviço, mas ainda não tem data pra rolar.

A confusão toda teve início no mês passado, quando os moradores das praias do Estaleiro e do Estaleirinho abriram o berreiro por conta dos festerês de bacanas que rolam nas pousadas da região e não deixam ninguém dormir em paz. Eles chegaram a armar uma manifestação, durante o feriado de Sete de Setembro, e como não tiveram resultado, apelaram pro Ministério Público.

Três dias depois, o promotor Rosan da Rocha chamou representantes da prefa e das polícias Civil e Militar pra tentar encontrar uma solução pro problema. Depois de ouvir o que eles tinham a dizer, lascou que a culpa pelo desrespeito aos moradores era das otoridades. “Nós é que não cobramos o que temos que cobrar”, carcou. No fim das contas, ficou acertado que barnabés, policiais civis e militares uniriam forças pra evitar que as festas rolassem em clima de irregularidade.

Pra minimizar os problemas com carros estacionados em áreas proibidas e os buzinaços em frente às baias do bairro, a associação dos Moradores do Estaleirinho pedinchou ao Fumtran que providenciasse umas plaquinhas de trânsito, com urgência. Mas o mandachuva da associação, Reginaldo Pires, diz que até agora não foi atendido. “O problema é que a gente vê cenas de direção perigosa, os motoristas tão bêbados e não têm noção do que tão fazendo. As autoridades poderiam demonstrar um interesse maior e resolver essa questão”, acredita.

Tão na fila

O gestor do Fumtran disse que vai colocar as placas, mas primeiro vai ter que fazer um estudo da área. “Temos uma demanda muito grande e as placas do Estaleirinho tão na ordem de solicitação. Vamos fazer um levantamento do que deve ser colocado por ali e vamos implantar as placas, mas não até o final de semana”, avisou Mantelli.

O presidente da associação, Reginaldo, disse que se o corpo-mole do Fumtran continuar, os moradores deverão procurar o MP novamente. “Vamos fotografar o que tiver de errado e mandar pro Ministério Público pra que seja cumprida a lei”, afirmou. Ele disse ter informações de que novas festas tão pra rolar na região durante o feriadão. “Não somos contra os eventos, mas aqui é um bairro residencial. Se essas festas juntam nove mil pessoas, cinco mil carros, não tem condição”, lascou.

  •  

Deixe uma Resposta