• Postado por Tiago

SEGUNDA-DA-PAGINA-DE-CAPA-DE-POLÍCIA-P-baleado-perto-Itamirim---dono-de-padaria-(8)

João Cláudio pagou com a vida por reagir a assalto

O empresário João Cláudio Maski, 29 anos, dono da padaria no Dom Bosco, em Itajaí, lutou pela vida durante 19 dias. Ele foi assaltado no dia 16 de dezembro e perseguiu os bandidos. Os caras foram presos, mas ele acabou levando um balaço na cabeça e desde então tava internado malemal no hospital Marieta Konder Bornhausen. Na noite de domingo, por volta das 23h30, ele faleceu.

A barbaridade rolou na padaria da rua João Reipert de Amorim. Os dimenores V.S., 16 anos, e J.R. L., 17, entraram armados e anunciaram o assalto. Os bandidos limparam o caixa e fugiram na motoca, placa MFJ-4362 (Itajaí). Revoltado, João Cláudio embarcou no Ka, placa MEJ 2994 (Itajaí), e saiu na cola dos bandidos.

O comerciante perseguiu os trastes até uma transversal da avenida Abraão João Francisco, a popular Contorno Sul. O empresário jogou o carro em cima dos mequetrefes e os derrubou, na esperança de pegar a grana de volta.

O tombo deixou os assaltantes revoltados. Um deles puxou o revólver e acertou um tiro no ouvido do comerciante, que foi socorrido pelos bombeiros.

V.S. foi guentado pela PM e reconhecido pela companheira da vítima, que tava na padaria na hora do assalto.

O outro dimenor envolvido no crime se apresentou na depê no dia 20 de dezembro e confessou ter atirado no empresário. Por ser menor de idade, ele será apresentado no fórum de Itajaí, no dia 11 deste mês, quando acaba o recesso do judiciário.

  •  

Deixe uma Resposta