• Postado por Tiago

Uma desgraceira marcou a noite de sábado em Balneário Camboriú. O aposentado Adão dos Reis Lima, 74 anos, morreu após ser atropelado por uma motoca em plena avenida Atlântica, próximo ao edifício Real Park. Testemunhas contam que a tragédia aconteceu quando o veínho tentava atravessar a faixa de pedestres com seu cachorrinho na coleira. O cadelinho também teria morrido.

Era bem na hora do jornal Nacional, na tela do plim-plim, quando o seu Adão atravessava a avenida em direção à praia. Quando tava no meio do caminho, a moto de 250 cilindradas, placa MGP 2532 (Balneário Camboriú), juntou o aposentado com tudo. O velhinho voou longe e ficou todo quebrado.

Socorrido pelo pessoal do Samu, seu Adão foi levado malemal pro hospital Santa Inês. Mas ele não suportou os ferimentos e morreu horas depois. O corpo foi encaminhado pra perícia do instituto Médico Legal (IML) de Balneário.

Fabiano Muraro, 21, piloto da cabrita, foi detido no local. Disse aos homidalei que ainda tentou desviar do aposentado, mas quando notou já era tarde demais, a desgraceira já tava feita. A polícia não confirmou a afirmação de leitores de que Fabiano pilotava em alta velocidade.

Atropelou casal em cima da calçada

Um casal foi atropelado em cima da calçada quando passava em frente ao botecão chiquetoso Expresso Choperia, na avenida Atlântica, em Balneário Camboriú. O motora, que deixou o casal malemal, foi em cana por pilotar bebum e sem carteira de motorista.

O domingão já tava começando quando rolou a tragédia. Mayessa dos Santos Silva, 23 anos, e Leandro Klappoth, 20, caminhavam tranquilamento quando o Doblô, placa MGG 1727 (Curitiba/PR), invadiu a calçada. O motora manguaçado era Luciano Cordeiro da Silva, 23. O casal recebeu os primeiros socorros da galera do Samu e foi levado malemal pro hospital Santa Inês. Até ontem permanecia internado.

O carango de Luciano só foi parar depois de destruir dois coqueiros e bater em outros dois carros que estavam estacionados na esquina, ao lado da Expresso.

A polícia Militar diz que o motora tava bebaço. Ele foi preso por lesão corporal, por dirigir mais bêbado que um gambá e estar sem habilitação.

  •  

Deixe uma Resposta