• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA--SEIS-ABRE-p--Laerte-Sampaio-Matias

Coitado recebeu o aviso de demissão pelo telefone no posto da polícia

O motorista Laerte Sampaio Matias resolveu tomar uns gorós na manhã de ontem e arrumou pra cabeça. O cara entrou na BR-101, no trecho de Barra Velha, com a cabeça cheia de álcool, fez um monte de cagada no trânsito, foi parado pelos patrulheiros da Polícia Rodoviária, perdeu a carteia e ainda ficou sem emprego. O espertalhão ligou pro patrão informando que o carango tinha sido apreendido.Além de levar um tremendo puxão de orelha, ainda ouviu que tava demitido. O possante ficou no posto da PRF e o motora voltou a pé.

Mais ou menos às 13h da tarde de ontem os motoristas que tavam cruzando a rodovia começaram a ligar para o posto da PFR avisando que o Laerte tava fazendo ziguezague na rodovia. O motora tava embarcado na caminhonete, placa ALO 1572 (Curitiba/PR), que viajava no sentido norte/sul. As informações eram que o motorista ia de um lado pra outro da pista.

Os policiais ficaram de butuca e não demorou muito para a caranga aparecer. Os agentes contam que o motora tava tão torto no posto da PRF, que não conseguia falar coisa com coisa, e demorou pacas pra entender o que tava acontecendo. Laerte também se negou a explicar pros policiais de onde estava vindo e nem pra que empresa tava trampando. Mesmo assim, o traste deu uma de espertalhão e se negou a fazer o teste do bafômetro.

Os policiais fizeram um documento, atestando que o motora tava manguaçado. Os agentes também guentaram a habilitação do motorista bebaço. Sem poder seguir viagem, o motora ligou pro chefe pra avisar que o possante tava grampeado na PRF. Depois de um papo com os policiais, o patrão despediu por telefone o funcionário manguaçado. Sem carro e desempregado, Laerte simandou a pé pela rodovia.

  •  

Deixe uma Resposta