• Postado por Tiago

Dois motoras que pararam na área azul em Navegantes tão encucados com a política da Navetran sobre o funcionamento do sistema de estacionamento rotativo. Contam que estacionaram na área azul sem comprar o bilhete e quando voltaram pro carro foram obrigados a adquirir um bloquinho de R$ 10, mesmo explicando que não iriam usar todos aqueles bilhetes. Joab Bezerra Duarte, superintendente da Navetran, garante que não há sacanagem dos guardinhas. Ele explica que a compra do bloquinho foi uma maneira adotada pela prefa de livrar os motoras da multa que seria cobrada, já que eles estacionaram sem pagar pelo uso da vaga.

Dalva Torresani, 51 anos, é moradora de Blumenau e tem casa de praia na Penha. No sábado, dia 29, foi para Itajaí e resolveu estacionar seu possante no centro de Navega, por volta das 9h30. No estacionamento próximo à Igreja não havia nenhum funcionário da área azul por perto. Dalva conta que também deixou o carro no local porque na city dos alemóns a área azul não funciona nos finais de semana. Quando voltou, lá pelas 11h30, encontrou um bloquinho com 10 bilhetes, cada R$ 1. Dalva então avistou a funcionária, que simplesmente disse que ela deveria comprar o bloco para escapar da multa. “Fui obrigada a comprar uma coisa que não preciso, que não vou usar”, reclama.

O dengo-dengo W J.B., 39, passou pela mesma situação de Dalva. “Isso tá errado, não deveria existir”, bufa W, que é morador de Navega. “E se eu não tenho 10 reais na hora eu ia levar essa multa toda?”, questiona.

É uma boa pros motoras, diz chefão do Navetran

Joab Bezerra, chefão do Navetran, diz que a norma foi adotada para que os motoristas que não compraram o bilhete antes de estacionar não precisassem pagar a multa de R$ 53 e nem perdessem três pontos na carteira. Em troca, a advertência passou a ser a compra do bloquinho de R$ 10. Além disso, da próxima vez os motoras esquecidos já terão na mão o bilhete comprado. A multa continua valendo pra quem não concordar com a troca. Joab explica que a pessoa tem três dias para resolver a pendenga com a Navetran. O bambambã do trânsito dengo-dengo alegou ainda que cada cidade regulamenta o funcionamento da área azul, por isso a diferença com o sistema de Blumenau.

  •  

Deixe uma Resposta