• Postado por Tiago

O mototoxista Mário César Gomes Ferreira, 38 anos, deu adeus à vida na madrugada de ontem. O cara foi assassinado com quatro tiros na rodovia Jorge Lacerda, no Espinheiros, em Itajaí. As balas se alojaram na cara e no peito da vítima, que chegou a ser levada para o pronto-socorro do hospital Marieta Konder Bornhausen, mas não resistiu aos ferimentos. Os meganhas encontraram na pochete de Mário oito pedras de crack, pequena quantidade de dinheiro e um cachimbo usado pra fumar crack.

Os milicos foram chamados por volta das 1h10 pra socorrer uma pessoa que tava ferida no meio da rua. Mário tava caído ao lado da Yamaha 125 prata, com placa de Itajaí, que era usada para fazer corridas de mototaxi. Os vermelhinhos pintaram no local, e reanimaram a vítima, que foi levada para o hospital entre a vida e a morte.

Mário sofreu uma parada cardíaca a caminho do hospital, não resistiu aos ferimentos e morreu assim que deu entrada no pronto-socorro do Marieta.

No local do crime, os milicos encontraram seis cartuchos de balas e a pochete usada pelo mototaxista. A bolsinha escondia a droga e o cachimbo, usado pelo trafica. O material foi enviado para a polícia civil e deve ajudar nas investigações. O corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal peixeiro para autópsia.

Nenhuma testemunha quis abrir a boca para a polícia e contar as características dos bandidos que assassinaram o motoqueiro. Mário era natural de Prudentópolis, no Paraná, e não possuía passagens pela dona justa.

  •  

Deixe uma Resposta