• Postado por Tiago

José de Jesus Wagnaer tá analisando o inquérito feito pela polícia

O promotor José de Jesus Wagner, que tá analisando o inquérito feito pela polícia Civil sobre o acidente feioso provocado pelo estudante Lucas Spernau, 19 anos, na madrugada de domingo, promete bater de frente com o desembargador que livrou o gurizão da jaula, na terça-feira à noite. Dotô Wagner diz ter achado um absurdo que o habeas corpus do filho do ex-prefeito Rubens Spernau (PSDB) tenha saído antes mesmo do Ministério Público ter apresentado denúncia contra ele, e garante que vai insistir na ideia de enquadrar o garotão por homicídio doloso. ?A decisão foi totalmente equivocada e distante dos anseios da população de Balneário Camboriú?, lascou.

O promotor explicou que o prazo legal pra que o MP decida se oferece ou não a denúncia contra um preso é de cinco dias. Ele tava esperando até ter em mãos os resultados das bizolhadas, além dos laudos do instituto Médico Legal (IML), e dos peritos da polícia Civil, que analisaram o carro, pra poder fechar a denúncia contra Lucas, e foi pego de surpresa com a decisão do Tribunal de Justiça. ?Ele (o desembargador) tá colocando a presunção da inocência, que é prevista na Constituição, de uma forma extremada. Se fosse assim nenhum traficante ficaria preso?, acredita.

Com a liberação do rapaz, o prazo pra denúncia sobe pra 15 dias. Dotô Wagner não tem dúvidas de que vai enquadrar Lucas por homicídio doloso, quando a pessoa assume o risco de matar alguém. Mesmo sem ter recebido o resultado do inquérito policial, ele buscou as imagens das camerazinhas bizolhudas que tão instaladas na região onde rolou a desgraça e concluiu que o rapaz assumiu o risco de provocar mortes quando atravessou a avenida voando baixo, e com os faróis apagados.

A dúvida, ainda, é se o MP pedirá prisão provisória ou preventiva de Lucas. A decisão deverá ficar nas mãos do promotor Américo Bigaton, que assume o caso a partir do dia 28, quando dotô Wagner vai largar o plantão de fim de ano. ?Vamos estudar o caso com o outro promotor que vai assumir pra ver o que vamos fazer?, avisou.

Matou três

A tragédia aconteceu na madrugada de domingo. Lucas seguia na caminhonete Nissan Infinity, placa MER 5513 (Balneário), pela rua 2000, no centro, quando bateu na esquina da Terceira avenida com o táxi Siena, placa MDN 2149 (Balneário). Com a trombada, o táxi foi parar no outro lado da rua. o taxista Natalino Amaral Gomes, o Gaúcho, 52, e os passageiros Edival Dias de Oliveira, 38, e Simone Borges Machado, 27, morreram na hora. A quarta passageira, Karina da Silva, 22 anos, foi internada malemal no hospital. Ela permanece em estado grave e respira com ajuda de aparelhos.

Aposentada lamenta decisão do tribunalão

Depois de ficar sabendo que o Tribunal de Justiça mandou soltar Lucas, a aposentada Sueli Borges Machado, 68, lamentou a notícia. Mãe da manicure Simone Borges Machado, uma das vítimas fatais do acidente, a aposentada disse que está magoada com a situação. ?Perdi a minha filha. Ninguém vai me dar ela de volta?, desabafou. Simone era mãe de três filhos, todos menores de idade, e que ficarão sob a responsa da avó.

Apesar da sensação de impunidade, dona Sueli acredita na justiça. Só lamenta não ter dindim pra contratar um advogado pra poder lutar pela família na justa. ?Não tenho nem como pagar uma carretinha pra fazer a mudança do que minha filha deixou onde morava. Como vou pagar um advogado? Mas acredito no poder de Deus que fará justiça?, disse.

Dona Sueli deverá ser chamada depois do Natal pra ser ouvida pelo delegado, Renato Matos, que estava de plantão na noite da tragédia. Apesar de já ter encerrado o auto de prisão em flagrante e encaminhado à juíza de plantão, o delegado pretende ouvir os familiares das três vítimas fatais: Simone, o taxista Natalino Amaral Gomes, o Gaúcho, 52 anos, e Edival Dias de Oliveira, 38.

O advogado busca informações que possam ser encaminhadas à justa. O dotô ainda espera o resultado do laudo da perícia da polícia civil que analisou o carango de Lucas e do Instituto Geral de Perícias (IGP) que irá apontar a causa da morte das vítimas.

O delegado também irá por contra a parede os outros dois rapazes, identificados apenas como Leandro e Ruan, que estavam junto com o filho do Spernau no momento da trombada e siscapuliram pra não serem linchados pelo povão revoltado. ?O advogado deles ficou de marcar uma data, mas não os apresentou ainda?.

Na noite da tragédia o delegado Renato conversou com os meganhas que estiveram no local e com testemunhas que passaram por lá. Coletou imagens das câmeras de segurança da PM e fez a prisão em flagrante de Lucas.

Livre da jaula, filho de ex-prefeito do Balneário deixa o hospital

O estudante de engenharia Lucas Ricardo Spernau, 19 anos, que dirigia a caminhonete importada que matou três pessoas, já está livre, leve e solto. O desembargador do Tribunal de Justiça da Santa & Bela, Altamiro de Oliveira, concedeu a habeas corpus ao rapaz na noite de terça-feira.

O acidente matou três pessoas e deixou a quarta vítima entre a vida e morte no hospital. O gurizão, que não chegou a ser levado pro cadeião, tava internado no hospital Marieta desde o acidente. No mesmo momento que saiu o canetaço o liberando da jaula, Lucas se mandou do Marieta. De acordo com familiares, Lucas está agora numa clínica particular.

A resposta da justa para o pedido de liberdade saiu pouco depois das 21h de terça-feira. O desembargador alegou que ainda não há provas concretas que Lucas estava bebum no momento do acidente e dirigia muito acima da velocidade permitida. No relato o dotô afirma que, pela lei, é previsto que o acusado responda em liberdade já que ele tem endereço fixo e um histórico policial limpinho.

O desembargador cita também que o julgamento de homicídio doloso, com intenção de matar, ou culposo, sem intenção de matar, deve ser delimitado no fim do inquérito policial. No documento, o desembargador criticou a decisão da juíza de Balneário, Adriana Lisboa, que negou dois pedidos da defesa para que Lucas respondesse em liberdade, alegando a gravidade do fato. ?A magistrada, ao fundamentar sua decisão, buscou força argumentativa nos clamores públicos, preocupando-se com a açodada prestação jurisdicional de justiça?, acrescentou o doutorzão.

Poucas horas depois da decisão do desembargador, Lucas recebeu alta da internação do hospital Marieta, no Itajaí. Apesar de ser estranho um paciente receber alta e sair do hospital tarde da noite, a assessoria de imprensa informa que o procedimento é normal e depende apenas da vontade do médico.

O advogado de defesa, José Álvaro Machado, conta que o filho do ex-prefeito de Balneário, Rubens Spernau, se internou numa clínica, mas ele não sabe onde fica. Lucas teria se internado em uma clínica particular por que ainda precisa de tratamento médico pra se recuperar dos ferimentos do porradaço que teve na cabeça.

  •  

2 Respostas to “MP bate pé pra enquadrar Lucas Spernau”

  1. cambc Diz:

    vamos aos detalhes; o chefe do dr. delegado de Bc é de que partido? o dr.desenbrgador é amigo de quem em Bc e tem apto onde?então tá né!eu que to errado ta bom.
    fuii
    Zoinho

  2. cambc Diz:

    Valeu Zoinho é isso mesmo.tem algo no ar!

Deixe uma Resposta