• Postado por Tiago

O ministério público decidiu bizolhar bem de perto as providências que a prefa de Balneário Camboriú tá tomando pra combater a gripe porca. O promotor Rosan da Rocha, responsável pela moralidade administrativa na city, mandou um pedincho ao prefeito Edson Periquito (PMDB) pra que informe tintim por tintim a evolução da doença na Maravilha do Atlântico e o que tá sendo feito pra controlar o avanço do vírus porcalhão.

A prefa tem até sexta-feira pra dizer exatamente quantos casos de contaminação foram confirmados, quantas pessoas morreram com suspeita de terem sido vítimas da nova gripe e quantas tão aguardando o resultado de exames. O dotô quer saber ainda onde se pode fazer coleta do ranho pra tentar confirmar se a pessoa tá ou não infectada pela porquinha.

Também tá na lista de pedinchos a lista de lugares e médicos da rede pública que podem receitar e fornecer o Tamiflu pros doentes digrátis, e quantos comprimidinhos a secretaria de saúde tem pra distribuir pelaí. O promotor aproveita pra perguntar quantos leitos de isolamento tem no Santa Inês e quantos servem pros pacientes que estiverem em estado grave.

Dotô Rosan diz que vai esperar ter as respostas em mãos pra saber que atitudes vai tomar. Mas já adianta que deve pedinchar à prefa uma atenção melhor nas bizolhadas em restaurantes de bifê. “Tenho visto que a maioria não tem vidro e acho que a vigilância sanitária deveria intensificar a fiscalização nesses lugares”, comentou. Se a recomendação não for seguida à risca, a ideia é carcar uma ação na dona justa. “Se não cumprirem, entramos com uma medida judicial”, avisou.

  •  

Deixe uma Resposta