• Postado por Tiago

Alexandre Pegorim, da Pegorim Engenharia e Consultoria, uma empresa contratada pela prefa pra fazer os estudos das necessidades na city, disse que o ideal é criar novas linhas entre o aeroporto ao ferri-bote, que poderiam ser feitas em um microônibus e com uma tarifa de R$ 1,18. Outras propostas são a criação de linhas que ligariam o bairro Machados ao Gravatá, mas que fizessem um trajeto maior passando pelo centro, além da construção e padronização dos pontos de busões e a reforma do terminal.

No meio da reunião, a vereadora Maria José Flor (PMDB) alertou sobre um perrengue do terminal dengo-dengo. “O terminal urbano não é da municipalidade. É da colônia de Pescadores Z6. Existe alguma negociação com eles sobre a reforma?”, questionou. Fabiano Zucco não soube explicar muito bem e confirmou que já existe uma negociação sobre as reformas. A vereadora não se contentou e disse que a colônia nem ao menos foi convidada pra audiência e que nada tava sabendo da licitação.

Aumento!

Outro perrengue é o aumento da tarifa, que custa hoje R$ 2,05 e que no ano que vem passa a custar R$ 2,35. O prefeito falou que todo ano tem reajuste e que esse é o valor ideal pra empresa não ficar no preju, como tá rolando com a própria Rainha.

  •  

Deixe uma Resposta