• Postado por Tiago

Três boletins de ocorrência foram registrados na manhã de ontem contra Clarice Lima Severino, 40 anos, moradora da Penha. A mulher foi vista jogando a filha de dois anos no mato. Os milicos foram chamados para resolver a treta, mas ao chegar ao local não tiveram uma boa recepção. A confusão rolou na rua Júlia da Costa Flores, bairro Gravatá, em Penha. A família de Clarice atacou os milicos, um ficou com o olho roxo e o outro todo lanhado. Foram mandadas oito baratinhas pra conter a fúria da família.

Uma mulher que tava andando pelas ruas do bairro viu Clarice jogando a criança num matagal e chamou os milicos. Na delegacia, Clarice contou que teve uma queda de pressão quando pedalava com a criança. Pra que a menina não se machucasse, preferiu jogar a bicicleta no mato. A suposta violência acabou numa briga entre as duas muiés no meio da rua.

Quando a polícia apareceu, Clarice já tinha levado a filha pra creche. Ao perceber a presença dos homis, ela saiu correndo e se trancou dentro do banheiro.

Os policiais tentaram entrar, mas foram expulsos a pontapés, socos e arranhões. Um deles saiu com um olho roxo no olho e o outro todo arranhado.

Os milicos tiveram que chamar reforço para conter a família de Clarice: a própria, uma menina de 16 anos, a mãe e um irmão.Clarice assinou um termo circunstanciado e foi liberada logo depois.

  •  

Deixe uma Resposta