• Postado por Tiago

Medo é pouco pra descrever o que uma muié de 35 anos passou nas mãos de dois mequetrefes, na noite de quinta-feira. Ela foi vítima de sequestro relâmpago em Balneário Camboriú, e depois de os coisas-ruins terem batido sua caranga, precisou se esconder no meio do mato com os trastes durante horas. Quando os bandidos finalmente a abandonaram, pegou uma carona e foi até a delegacia registrar a treta. Ela ficou em estado de choque.

A.M., 35 anos, tava estacionando seu possante, o Citroën C3, placa MDG-4683 (Balneário Camboriú), na esquina da rua 1001 com a avenida Atlântica, por volta das 20h30, quando foi surpreendida por um malaco. Ele apontou um revólver pra ela e pediu que passasse a carteira. Então, entrou na caranga e mandou ela tocar até a agência da Caixa Econômica Federal.

Em frente ao banco, um outro mequetrefe tava à espera. Ele assumiu a direção e seguiu até o posto Sabiá, na avenida Santa Catarina. Obrigou a vítima a dizer qual era sua senha e carcou pro caixa eletrônico. A mulher ficou no carro, com o sequestrador armado. O safado seguiu pela estrada geral do Braço, em direção a Brusque. Numa curva fechada, perdeu a direção e bateu num barranco. Depois de um tempão com os caras, eles acabaram fugindo e deixaram A.M. na estrada, que conseguiu uma carona.

  •  

Deixe uma Resposta