• Postado por Tiago

A Polícia Civil de Tijucas enjaulou ontem Rosângela Padilha da Silva. A muié confessou ter matado um tiozinho com a ajuda do amásio, pra roubar o carro do coitado. O corpo do homem foi encontrado furado a faca, no interiorzão de Biguaçu. Os homis agora tão à cata do rabicho da assassina pra fazer companhia a ela atrás das grades.

Os tiras tavam investigando o sumiço de Idalécio Ribeiro, 57 anos, desde quarta-feira, quando a família dele deu queixa em Canelinha, dizendo que ele tinha sumido. Os homis descobriram que na terça à noite, o tiozinho tinha sido visto num boteco com Rosângela. Ela foi chamada pra um plá e negou que soubesse o que tinha rolado com Idalécio. Desconfiados, os puliças conseguiram uma ordem de busca pra bizolhar a baia da mulé, e encontraram roupas de molho, um sapato e uma bolsa, tudo sujo de sangue. Tinha também uma conta de água no nome do tiozinho.

A essas alturas, o corpo de Idalécio já tinha sido encontrado pelos homis, jogado no meio do mato na localidade de Estiva do Inferninho, em Biguaçu. Rosângela foi levada pra sisplicar dinovo, e desta vez não conseguiu engambelar os tiras.

Ela contou que disse à vítima que tava de mudança e precisava de uma carona, porque não tinha carro. O tiozinho teria deixado a muié e o marido, Adriano Luiz, entrarem em sua caranga, um Celta. Quando passavam pela localidade de Barreiro, em Canelinha, Adriano disse que tinha esquecido uns badulaques e pediu que Idalécio desse a volta. Quando o coitado parou o carro, o traste passou um fio de luz pelo seu pescoço e o esganou.

Rosângela segurou o homem enquanto Adriano esfaqueava o pescoço do pobre. Quando perceberam que Idalécio não tava mais se mexendo, botaram o corpo no porta-malas e seguiram até a Estiva do Inferninho. Ao tirar o coitado do carro, acharam que ele ainda tava vivo. Adriano teria dado mais três facadas no peito do cara, antes de jogar o corpo num matagal.

Ontem, depois que ganhou o teje presa, Rosângela contou aos tiras e à delegada Luana Backes, onde tava escondida a faca usada no crime e o carro, que tava mocosado no meio do mato no bairro Amâncio, em Biguaçu. Os homis, agora, tão caçando o Adriano.

  •  

Deixe uma Resposta