• Postado por Tiago

Isabel Abelha, 36 anos, se apresentou ontem na depê de Camboriú. A mulher confessou ter matado o marido, o pedreiro Márcio Misturine, 34, no sábado. Ela entregou a faquinha de cozinha que usou pra cometer o crime aos homisdalei, e acabou liberada pelo delegado. “Como ela se apresentou e tá colaborando com as investigações, vai poder responder o processo em liberdade, até que seja julgada”, disse o delegado Fábio Moreira Osório.

A desgraceira rolou por volta das 10h da manhã. Isabel, que é zeladora de um prédio, contou ao delegado que já andava cansada de apanhar do companheiro, com quem era casada há 14 anos. Ela tinha dois filhos com ele, um de 13 e outro de quatro aninhos.

Nos últimos tempos a mulher chegou a registrar quatro boletins de ocorrência contra o companheiro, por agressão, e no mês de junho ele foi preso em flagrante por ter dado uns sopapos na coitada. Ele teria relado a mão nela dinovo na sexta-feira, e desta vez ela resolveu não deixar barato.

No sábado, durante um bate-boca, Márcio ameaçou bater em Izabel e ela sacou uma faca. Quando o marido chegou perto, ela afundou o treco na barriga dele. “O que ela diz é que não achou que tinha matado o marido. Foi ela quem chamou os bombeiros pra socorrê-lo, e depois foi trabalhar”, conta dotô Fábio. A facada perfurou as tripas de Márcio, que não resistiu e passou dessa pra melhor pouco tempo depois, no hospital Santa Inês. O delegado enquadrou a zeladora em lesão corporal seguida de morte e a liberou pra aguardar uma sentença da dona justa em liberdade.

  •  

Deixe uma Resposta