• Postado por Tiago

A mulherada de Balneário Camboriú tem que abrir o olho cada vez que sair pelaí. Rolaram três assaltos a moçoilas em menos de 40 minutos na noite de terça-feira. Todos os ataques foram contra as mulés enquanto elas batiam perna pela Maravilha do Atlântico Sul. Teve vítima que foi ameaçada com revólver e outra até levou socos na cara.

A primeira a cair nas mãos da bandidagem tinha recém-saído da Univali e seguia diapé pra casa. Pelas 19h30, V.A.P., 19 anos, caminhava pela Quinta avenida quando um vadio passou montado numa ziquinha amarela. O vagabundo puxou a bolsa da guria recheada com equipamentos eletrônicos, documentos e 100 pilas. A estudante ainda tentou segurar a bolsa, mas foi agredida pelo pilantra. O traste teve a caruda de dar uns socos pra fazê-la soltar a bolsa e simandou pedalando.

Logo em seguida, C.M.S., 25, entrou na mira dos malacos. A moça e sua amiga, M.N.B., 27, saíam da APAE quando dois vadios apareceram de motoca. O carona da cabrita saltou fora com um trabuco em mãos, apontou pra cabeça de C. e disse: “joga a bolsa se não eu te mato”. Apavorada, a vítima entregou o treco pro safado que fugiu com o comparsa.

Menos de uma hora depois, foi a vez de A.C.M., 30. A mulher andava pelos fundos do mercado Imperatriz quando um malandro passou montado numa bicicleta e puxou a bolsa. No mesmo momento, o poucaprática se desequilibrou e foi parar na chón. Pra não fazer feio pra vítima, meteu a mão embaixo do moletom e fingiu estar armado. Montou divolta na zica e siscapuliu carregando 15 contos, documentos e o celular da vítima.

Alugou carango, mas achou que era dono

A polícia da Maravilha do Atlântico prendeu ontem Rogério de Freitas, 37 anos. O metido a esperto alugou um Gol com placa de Belo Horizonte (MG) da Localiza Rent a Car, e achou que não precisava mais devolver. Ontem, ele foi abastecer a caranga em frente à locadora. Um funcionário da loja reconheceu o possante e chamou a polícia, que grudou na cola do malaco.

A caranga foi encontrada na garagem do edifício Small, que fica na avenida do Estado, em Balneário Camboriú. Rogério foi mandado pra trás das grades acusado de apropriação indébita. Dentro da caranga tinha uma um monte de sacolas e mochilas, cheias de cacarecos. O malaco tinha outro carro no mesmo esquema, mas até o fechamento desta edição a locadora não tinha conseguido reaver o possante.

  •  

Deixe uma Resposta