• Postado por Tiago

“Viemos por intermédio desta desabafar sobre a nossa indignação contra a fundação Municipal de Esportes e Lazer (FMEL) de Itajaí.

A falta de respeito para com os nossos atletas de bocha é uma verdadeira vergonha por parte dos dirigentes da FMEL, principalmente para com o nosso melhor atleta, técnico e dirigente de bocha que Itajaí já teve até hoje.

Estamos falando de Álvaro Tietjen, um profissional exemplar. Ele foi o único atleta de Itajaí contratado pela seleção catarinense de bocha para disputar o campeonato Brasileiro de Bocha Sul Americano, realizado em Mato Grosso do Sul, onde sagrou-se campeão invicto de trio.

Álvaro foi reconhecido pela federação Catarinense de Bocha e Bolão como um dos melhores atletas do estado. Álvaro também faz parte da diretoria da federação Catarinense de Bocha e Bolão a convite de seu presidente. Um curriculun invejável. Só que nunca foi reconhecido pelo esporte de Itajaí, onde dedicou-se tantos anos.

Quando o governo Volnei assumiu a prefeitura, em 2005, Álvaro foi simplesmente excluído da equipe de bocha de Itajaí pela perseguição política dos dirigentes da FME.

Que o Álvaro é cola branca e Jandir Bellini todos nós sabemos. Isso ele nunca escondeu de ninguém. Só que uma coisa não tem nada a ver com a outra, pois vivemos num país democrático, onde somos livres para opinarmos e votarmos em que quisermos.

No mesmo ano de 2005, o atleta Álvaro foi contratado pela equipe de bocha de Balneário Camboriú e também pela equipe de bocha de Masters de Timbó, para disputar campeonatos de níveis diferentes.

Pois é, senhores dirigentes da FME de Itajaí, o que vocês plantaram em 2005, colheram em 2008.

Nossos atletas devem ser respeitados e valorizados em todos os momentos, pois são eles quem ralam bastante e defendem o nosso município lá fora em competições.

Prefeito Jandir, com a sua volta à prefeitura estamos certo de que o senhor vai apoiar o nosso esporte novamente, dando-nos a oportunidade de voltarmos a jogar pela nosso município, pois amamos esse esporte que é a bocha.

Hoje não temos onde treinar ou participar de campeonatos de bocha por falta de canchas. As canchas de bocha de Itajaí que ficavam nas dependências da sociedade Tiradentes foram demolidas pelo presidente do clube, senhor Francisco Berti, que se julga proprietário da sociedade.

Chico Berti, não teve pelo menos a hombridade de comunicar tal sacanagem aos atletas do clube, que são os mesmos da FME e que há tantos anos vinham defendendo as bandeiras do clube e do município.

Ao professor Álvaro, o nosso agradecimento, o nosso respeito e o nosso carinho pela pessoa e pelo profissional que ele é. Estamos esperando o seu retorno, Álvaro, para que possamos fazer uma grande equipe de bocha feminina. Ser líder com competência e qualidade é pra quem sabe e não pra quem quer.”

Ass: A.A.

(Transcrito ipsis litteris)

  •  

Deixe uma Resposta