• Postado por Tiago

CAPA-ABRE-Vendaval-Barra-Velha---08-09-2009-(19)

Prefa de Barra Velha quer ajudar o pessoal com telhas e eternite

Navega-city e Barra Velha também decretaram estado de emergência depois da ventania da madrugada de terça-feira. Em Navegantes, o prefeito Roberto Carlos de Souza (PSDB) assinou o decreto depois que a secretaria de segurança e defesa social contabilizou 250 casas detonadas pelo vendaval. Agora Bob Carlos busca ajuda em Floripa. Em Barra Velha a situação foi mais grave, com prejuízos em mais de duas mil casas.

Ontem pela manhã, o prefeito de Barra Velha, Sammir Mattar (PMDB), decretou o estado de emergência. A prefa calcula que em torno de cinquenta pessoas ficaram desalojadas temporariamente e se encontram em casas de parentes. Ontem o dia foi de reconstrução das mais de duas mil casas atingidas. A equipe da prefa trabalhou contabilizando os estragos. O secretário de obras e coordenador da defesa civil da city, Dalete Vieira, andou durante todo o dia nos bairros pra atender às pessoas mais carentes na reconstrução dos telhados. A prefa vai comprar telhas e eternites para ajudar o povão. ?Ainda não sei, mas devem ser comprados em torno de 15 mil telhas e dois ou três mil eternites?, conta o secretário.

Na terça-feira, a cidade sofreu vários blecautes, mas ontem a Celesc já tinha restabelecido o serviço de energia. Em Barra Velha, a ventania retorceu a estrutura metálica de uma lona de circo, levou a porta da Igreja Quadrangular do São Cristóvão, destelhou um telhado inteiro que caiu na casa do vizinho na rua José Atta Michereff, no Tabuleiro, e deixou várias placas de comércio e de trânsito caídas. Nem a panela gigante utilizada pra divulgar a Festa Nacional do Pirão escapou da força do vento e foi parar a cerca de 200 metros do local onde tava instalada.

Em Navegantes, o vento derrubou uma casa que ficava na beira do rio e foi levada pela correnteza. O vento danificou cerca de 250 baias e alguns moradores tiveram que se abrigar em casas de parentes, mas o número não foi contabilizado. Segundo o secretário de segurança e defesa social, Rogério Lemos, ontem o prefeito foi a Florianópolis tentar mexer os pauzinhos para buscar recursos para a reconstrução das áreas atingidas. Bob Carlos deve falar com a defesa civil do estado e com os deputados estaduais. O prefeito assinou o papéli do estado de emergência na tarde de terça-feira. Ontem o decreto foi encaminhado à defesa civil e à secretaria de desenvolvimento regional (SDR).

  •  

Deixe uma Resposta