• Postado por frandiarinho

A dona justa manteve sentença da comarca de Balneário Camboriú que condenou Antenor Silva Vieira a dois anos de jaula, mais multa, por furtar carangas pra brincar no asfalto. No processo ficou claro que Antenor e seus companheiros furtavam os carros, pra fugir da polícia e fazer manobras perigosas. Numa dessas “brincadeirias”, o grupo foi preso e Antenor foi pego na boleia caranga furtada.

Antenor foi condenado, mas decidiu recorrer da sentença garantindo que havia provas pra o mandar pra trás das grades.“Os crimes contra o patrimônio, não raro são cometidos na clandestinidade. Por isso, adquire enorme significado, no que concerne à certeza da autoria, a apreensão dos bens em poder daquele que os detém sem justificação plausível”, anotou o relator desembargador Alexandre d’Ivanenko, que não acatou o pedido de Antenor.

  •  

Deixe uma Resposta