• 17 ago 2009
  • Postado por Tiago

Em 08/05/89, as beatas da Penha ficaram horrorizadas quando souberam que o padre Vandelino Hobold deu uma bofetada em duas alunas da catequese por não sentar direito. Mas o orgulho o impediu de admitir a cagada. Já do lado de cá da vala, o padre Sérgio Giacomelli, da Fazenda, quase levou uma camaçada de pau em 29/03/90 por se recusar a encomendar a alma de um operário, no Promorar.

Pior foi quando descobriram as noitadas do padre Alvino Broering Quando ele tava em Navega, em 22/03/94, foi flagrado com um menor, que lhe encheu de porrada e o jogou pra fora da caranga. Em 28/04/2000, o causo se repetiu. O padre apareceu todo estropiado vítima de assalto. Detalhe: o acusado era garoto de programa.

No caso do pároco da Matriz, Luis Carlos Rodrigues, o pecado foi a usura. Em 16/04/97, o galã de bata comprou uma caminhonete Blazer zerada. E não só na igreja católica que rolam os bafões. Em 25/04/93, um pastor do Maranhão, em pleno Gideões, foi acusado de tentar carcar um pastor gaúcho. Acabaram na depê. E em 16/05/2001, crentes com o diabo no corpo botaram fogo nas imagens em capelas de Porto Belo e Bombinhas.

Haja purgatório!

  •  

Deixe uma Resposta