• Postado por Tiago

Mesmo com as explicações do prefeito Jandir Bellini, os vereadores da oposição Níkolas Reis (PT) e Laudelino Lamim (PMDB), mantiveram a promessa e vão pedir durante a sessão de hoje a abertura da comissão parlamentar de inquérito (CPI) pra investigar o caso dos donativos destruídos. Os dois vereadores não ficaram nem um pouco satisfeitos com o blablablá do amarelinho. “Pra mim esses laudos apresentados, juridicamente, não têm validade nenhuma. Tanto a vigilância sanitária, quanto a Famai, são órgãos municipais com cargos de confiança”, lascou o petista Níkolas.

Para Lamim, nada justifica enterrar roupas e colchões e lembrou que já registrou um boletim de ocorrência na delegacia e formalizou a denúncia nos ministérios públicos estadual e federal. “O prefeito não citou o nome de nenhum culpado e por isso o pedido de CPI vai acontecer’, afirmou Lamim.

O pedido já está pronto e, além de Níkolas e Lamim, Paulinho Amândio (PDT), Marcelo Werner (PC do B) e Maurílio Moraes (PDT) também assinaram o papéli. Níkolas acredita que a CPI já pode ser instalada com a assinatura de quatro parlamentares, um terço dos vereadores. O que pode acontecer é que o pedido vá para votação no plenário como requerimento e aí são necessários os votos de seis vereadores.

  •  

Deixe uma Resposta