• Postado por Tiago

Desde 2004 que o número de trabalhadores com carteira assinada vem crescendo, mas este dado andou pra trás no mês passado. Em outubro o número caiu -0,3%. O instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou ontem a queda.

Apesar da diminuição, o acumulado de janeiro a outubro deste ano foi recorde, com 44,9% de trabalhadores empregados com carteira assinada. No mesmo período de 2008 o acumulado de empregados registrados ficou em 44,4%.

O IBGE ainda pesquisou que, no mês passado, 9,5 milhões de pessoas estavam empregadas com carteira assinada no setor privado, enquanto 2,6 milhões trabalhavam na informalidade no país. Enquanto o número de trabalhadores com carteira assinada caiu, o de empresários que trampam por conta própria aumentou. A ocupação própria cresceu 2,3% em relação a setembro e 3,5% comparada a outubro do ano passado.

O coordenador da Pesquisa Mensal de Emprego, Cimar Azeredo, diz que a queda no número das carteiras pode sinalizar o aumento da informalidade e até salários menores sendo praticados. “Com isso, temos uma redução da qualidade do emprego, com espaço para o trabalhador por conta própria e para o trabalhador sem carteira, que estão próximos da informalidade”, comenta.

  •  

Deixe uma Resposta