• Postado por Tiago

Roberto tá cabreiraço com o pouco caso do povo da Famai

O aposentado Roberto Pedro de Borba, 64 anos, diz que tá passando o sufoco nas mãos dos barnabés da fundação do Meio Ambiente de Itajaí (Famai). O leitor tá há mais de um mês esperando uma guia do órgão ambiental pra poder negociar o seu imóvel na rodovia Osvaldo Reis, mas como o documento tá demorando tá perdendo a oportunidade de comprar um apartamento no centro da cidade. ?Sem a guia eu não consigo negociar o meu imóvel?, reclama.

Seu Roberto conta que procurou a Famai em 22 de outubro em busca da guia de viabilidade. No dia, o aposentado recebeu a informação de que o prazo pra entrega do documento é de 30 dias. O problema é que mais de um mês se passou e até agora nada. ?Eu tenho pressa na negociação do meu imóvel e não sei o que fazer?, disse.

Na sexta-feira da semana passada, seu Roberto procurou a Famai querendo saber como andava o processo de retirada da guia e saiu de lá fulo da vida. ?Disseram que o documento iria ficar pronto só em uma semana. A desculpa foi a de que os responsáveis estavam em reunião e não tinham como assinar a guia. Estão me enrolando?, sincabreira.

Trampo pacas

Jonas Pereira, diretor de fiscalização da Famai, explica que a retirada das guias é geralmente mais demorada por conta da necessidade de vistoria no local. Além disso, o órgão tá com trampo pacas. ?Nós estamos com muitos autos de infração em aberto e precisamos finalizar tudo até o final do ano?, afirma.

Jonas deixa o seu número de celular à disposição, caso algum peixeiro precise de informações ou queira reclamar. Anota aí: 9956 8817.

O DIARINHO resolve

O aposentado Roberto Pedro de Borba já pode dar aqueles pulinhos de alegria porque hoje o perrengue terá fim. Ao final da tarde de ontem o chefão de fiscalização do órgão, Jonas Pereira, informou que hoje mesmo o seu Roberto terá a guia de viabilidade em mãos. ?Ele pode passar aqui na Famai pra buscar?, garantiu.

  •  

Deixe uma Resposta