• Postado por Tiago

“Gostaria de deixar aqui os meus sentimentos de indignação. Sou morador do bairro Nova Esperança e meus avós eram antigos moradores da comunidade. Lembro-me de quando era criança, do prazer que tínhamos eu e meus primos de passar um domingo desbravando o famoso morro do Boi. Como assim era chamado até que alguém, que deve ter tido uma decepção enorme em sua vida, chegou e nomeou o local de Nova Esperança, como se ali fosse um bairro onde devedores, criminosos, descrentes religiosos, entre outros desesperados, pudessem encontrar alívio de alguma forma. Na verdade, não é o que podemos constatar.
Além de indivíduos que vivem se apoderando de objetos alheios da vizinhança, há cães de uma Ong que fazem da madrugada uma verdadeira sinfonia, deixando todos ao redor encantados ao ponto de perderem suas noites de sono, o odor magnífico que paira sobre o ar nos horários mais convenientes vindo de um ‘parque aquático’ deixado por governantes anteriores, uma casa noturna que nos presenteia com alegorias e foliões urinando a céu aberto, exibindo seus potentes carros e speakers no meio da noite, sem falar dos caminhões e ônibus que não se importam com o limite de velocidade e com os pedestres e crianças em horário escolar.

Apesar de todos estes benefícios que o bairro possui, ainda teremos que conviver com a possível instalação de um centro de internação para menores infratores. Realmente, é inacreditável a falta de consideração e respeito para com os moradores do bairro.”

Ass: A.A

(Transcrito ipsis litteris)

  •  

Deixe uma Resposta