• 14 ago 2009
  • Postado por Tiago

José Alvercino Ferreira, chefão da Codetran, afirmou ao DIARINHO que o agente de trânsito Carlos César cuida da sinalização de trânsito naquela região no período da noite, entre 18h e 6h da manhã e estava, sim, em horário de trampo.

“Ele [o guardinha] me afirmou que tava trabalhando e viu o jovem estacionando o carro e entrando no posto 1350 pra pegar latinha de cerveja. Como ele voltou pro carro, o agente nem esperou e já foi fazer a abordagem”, explicou o chefão da Codetran.

Zé Alvercino admitiu que o Carlos César foi ingênuo, porque o gurizão não tinha nem tomado uns goles da cerveja e já chegou metendo bronca. Segundo o abobrão, o próprio policial disse que o agente deveria ter esperado pra ver o que aconteceria. “Como ele não tinha nem tomado nada, o bafômetro deu mesmo negativo”, completou Zé.

O chefão da Codetran negou que tivesse rolado alguma agressão por parte do guardinha, mas admitiu que rolou um bate-bocas entre Tiago, o pai e Carlos César. “Teve, sim, agressão verbal e muitos xingamentos. O pessoal já não respeita nem a PM, quanto mais os nossos agentes da Codetran”, concluiu Zé Alvercino.

  •  

Deixe uma Resposta